categoria15 category image

Uma chance para o Natal

25 . dezembro . 2014

Eu não tinha certeza se seria uma boa ideia fazer um post no dia do Natal, apesar de parecer inapropriado e falta de atenção com vocês se eu não fizesse. Vejam bem, não é que eu seja uma Christmas hater ou rebelde-sem-causa mas tenho alguns motivos para ver o Natal sob uma ótica mais deprimente.

Não que os desastres tenham acontecido apenas nesta data. Que nada, problemas e tristezas surgem nos dias úteis, 24 horas, sem descanso. Mas algumas situações mais fortes me pegaram de surpresa em vários Natais da minha vida. Juntando tais acontecimentos com as musiquinhas melancólicas que tocam, parece que tudo tem um peso mais melancólico.

Por exemplo, em algum momento da minha infância me contaram, às vesperas de Natal, que meu pai não era meu pai biológico. Consigo sentir o choque desnecessário até hoje. Digo, por que acabar com a minha ideia de família sem necessidade alguma? Depressão natalina número 1.

Não me lembro a ordem mas chegou um momento que meus pais se separaram e meus avós paternos faleceram, um ano seguido do outro. Não foi perto do Natal mas mencionei isso porque comemorávamos o Natal na casa deles. Era como se eles fossem a base das reuniões, dos amigos secretos, da comida típica e, às vezes, da falsidade à meia noite. Depressão natalina 2.

Mais uns anos se passaram e meu namorado – que hoje é pai do Lucca – foi embora da cidade sem se despedir com o objetivo de tratar seus demônios pessoais. Duas vezes. Foram os piores Natais da minha vida. Depressões natalinas 3 e 4.

Não posso me esquecer de que meu avô materno também faleceu pertinho do Natal, desolando a vida da minha mãe e criando um caos na família dela. Logo, na minha vida também. Depressão natalina 5.

Desde então eu gerei em meu coração a ideia de que o Natal não deveria ser comemorado porque seria como um culto a todos esses acontecimentos, do tipo “Ei, hoje faz tantos anos que aconteceu isso, isso e isso”. Aqui em casa já não tínhamos motivo para montar árvores e comprar piscas (nunca tivemos mas eu sempre quis fazer parte dessas famílias que se reúnem para montar árvores de Natal com um sorriso no rosto). Também não fazíamos ceias de Natal e a comida partilhada é a mesma de um final de semana, salvo uma fruta ou um prato típicos. Não esperamos o relógio soar meia noite para nos abraçarmos e desejar Feliz Natal uns aos outros (às vinte e duas horas da véspera eu já estou na cama dormindo ou chorando).
Por mais que eu tente, sempre coloquei em meu coração que o Natal jamais seria uma data realmente comemorativa para mim.

Mas aí, para a minha surpresa, Deus me deu um presente preciosíssimo: o Lucca. E me parece que agora comemorar o Natal faz sentido, não por mim mas por outra pessoa, entendem? Meu bebê ainda não nasceu mas já comemora o seu primeiro Natal dentro da minha barriga. Como eu poderia negar a uma criança que nem nasceu o direito de ter um Natal otimista? É muito egoísmo da minha parte me deitar na cama às dez da noite e chorar feito criança ao relembrar de tantas coisas ruins ao som de musiquinhas depressivas. Se antes eu não tinha ânimo nenhum para ver o Natal como um brinde à Jesus, agora tenho muito a lhe agradecer.

Este ano montei a minha mini-árvore (versão rosa) com piscas de bolinha e a enfeitei pensando no momento em que o Lucca estará ali do meu lado, me ajudando e rindo de tantos enfeites fofos. Esse ano sou agradecida pelos presentes que recebemos com tanto carinho. Fiz planos e sonhei com um próximo Natal em que uma criancinha linda estará à espera do Papai Noel e seus presentes naquela sacolona vermelha. Jonathan vai ter que se empenhar para ganhar uns quilinhos a mais, rs.
E talvez seja errado depositar minhas esperanças em uma criança mas é o jeito que eu vejo e aceito o Natal daqui para a frente.

Por isso, quero dizer a você que já passou por tantas tristezas no Natal, sempre há alguma coisa ou alguém que pode transformar a sua vida, por completo. Às vezes quando menos se espera, e torço para que você abrace essa oportunidade; não deixe o sentimento de vazio natalino tomar conta de você.
Para você que nunca se sentiu confortável ou esperançoso com essa data e que acha tolice montar árvores, dar presentes ou participar de ceias: ninguém vai te fazer mudar de opinião se isso te deixa confortável. Mas se você também queria enxergar e participar de um Natal como ele aparenta ser (harmonioso, apetitoso e cheio de luzes) tente fazer a mudança você mesmo. Afinal de contas, já temos 364 dias à mercê de tantas coisas ruins, por que permitir que o Natal seja mais um se podemos tentar algo inusitado?

Assim, termino este post com um sorriso no coração e com a esperança de que o Natal seja lindo para todos nós. Que cada um possa aproveitá-lo merecidamente e que haja significado no seu dia. Aproveite para fazer aquilo que o ano inteiro não te permitiu e esqueça, pelo menos por um dia, todo o mal que já assolou a sua alma e o seu coração.

É com muito carinho e com uma dacinha de rena-fofa que me despeço de vocês!
Beijos di moça com floquinhos de neve!



• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 14 comentários nesta postagem" •

Nessa, disse: - 25-12-2014 (00:14)

Oi Jeh
Adorei suas palavras e tens toda razão.
Este ano ainda não tivemos árvore e grandes comemorações, mas foi melhor que ano passado.
Agora que estamos superando a perda do meu irmão e ainda dói muito, pq falta um na mesa.
Mas acredito que ano que vem será melhor ainda.

Lindas tuas palavras.
Feliz Natal.
beijinhos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Nessa!
Poxa, muito obrigada pelo carinho! Esse ano já decidi montar minha árvore e apesar de ter ficado um pouco triste, acho que estou avançando, rs.
Sinto muito pela perda do seu irmão, mas Deus está renovando o coração de cada um na sua família!
Super beijo e obrigada pelo carinho!
<3




Fer Garcia, disse: - 25-12-2014 (00:42)

Eu parei de ‘comemorar’ o natal com 8 para 9 anos, por motivos semelhantes aos seus, e todo ano eu me tranco no quarto e leio um livro, eu quero poder chegar em um dia onde eu possa chegar aqui, ou te mandar outra mensagem dizendo ‘Puxa Jé, lembra de mim? Eu consegui comemorar um natal sem chorar ou ler um livro hehe’.
E o meu maior sonho ( e maior pesadelo ao mesmo tempo) é ser mãe, poder ter alguém comigo e sei lá, é difícil explicar,acho que você entende agora né? Um bom Natal pra ti minha flor, que o próximo natal seja ótimo pra ti, e eu me contento se o meu for ao menos bom <3

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Fer!
Nossa, deixou de comemorar desde muito cedinho, né? Sinto muito flor. Não tenho muito o que dizer porque se não fosse a chegada do Lucca eu continuaria chorando e me sentindo uma “Scrooge” natalina… :x Mas acredito que existem situações e pessoas que podem mudar nossas vidas e espero que logo logo aconteça contigo também!

Um beijo enorme e obrigada pelo carinho!
<3




Erika Gevarauskas, disse: - 25-12-2014 (10:56)

Nossa, quantas coisas aconteceram em sua vida perto do natal :(
Já fazem três anos que eu não comemora mais o natal (desde que perdi meu pai), e todo ano quando da meia noite e os fogos começam a estourar no céu, as lágrimas começam a escorrer pelo meu rosto. Eu amo o natal, acho lindo, mas hoje em dia eu não vejo mais motivos pra comemorar. Fico pensando que quando eu formar a minha família, talvez eu volte a comemorar meu natal e também dar ao meu filho nesse espirito natalino que eu carreguei comigo por tantos anos…
Um bom natal pra você e ano que vem será melhor ainda, quando você estiver com o Lucca em seus braços.
Beijos.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Erika!
Pois é, acho que as coisas esperam o Natal chegar pra acontecerem, rs. Se Deus quiser ano que vem não terei nem cabeça pra pensar nesses detalhes.
Sinto muito pelo seu papai mas acredito que ele esteja em um lugar melhor que a gente, desses que dá inveja sabe? Rs. Não te julgo por ter perdido esse ânimo natalino, sei bem como é. Mas espero que haja sempre fé e esperança no seu coração!
Obrigada pelo enorme carinho!
<3




Isabel Maia, disse: - 25-12-2014 (18:08)

Oh flor, eu ainda me lembro bem do estado em que vc ficou quando o Jho se mandou da primeira vez. Nesse ano eu estava um caco emocional e naquela hora meu unico pensamento foi dar uma força pra minha amiga que ainda tava pior que eu.
Criança é mesmo uma bênção. Hoje juntamos a pessoa mais nova e a pessoa mais idosa da família na mesma sala: uma menina muito fofa chamada Beatriz, minha priminha, com 1 mês e meio e Vóvó Laura, que veio da clinica de cuidados passar o dia de Natal com a gente, com 88 anos. E a expressão doce do Bernardinho olhando para a neném? Sem preço!

Um beijo muito grande para todos aí, sua mãe, seus irmãos, Guilherme, mamãe do Guilherme, Jho e claro, um na barriga para o Lucca :)

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Pois é Isa, se você consegue se lembrar imagina eu?!?! Hehehe, confesso que não dá pra passar o Natal sem me lembrar desses acontecimentos mas graças a Deus esse ano foi tranquilo, só algumas lágrimas e pronto.
Ówwn gente, me lembro quando o Bernardinho surgiu na vida de vocês e com certeza a esperança renasceu né? Que Deus nos abençoe sempre!

Muito obrigada minha amiga!
<3




Natália Santos, disse: - 26-12-2014 (15:27)

Jeh isso é maravilhoso, que você tenha agora um motivo para comemorar uma data tão linda que é o natal. Sabe, graças à Deus eu nunca tive nenhum trauma natalino, na verdade tenho um motivo a mais para comemorá-lo, pois faço aniversário exatamente neste dia, mas esse ano pensei que não teria ânimo para comemorar natal e aniversário, pois em setembro Deus levou para junto de Si meu irmão caçula, que tanto amávamos (amamos) e ficamos todos tristes, porém tenho certeza que ele não queria que ficássemos triste, por isso decidimos fazer como todos os anos, fazer uma pequena ceia só para a família e comemorar meu aniversário e o natal, claro não foi a mesma coisa como nos outros anos, mas tenho certeza que ele ficaria feliz mesmo assim!
Que o nascimento do Lucca traga ainda mais felicidade para você, e que juntos possam comemorar vários natais, ano novo, carnavais, pascoas e todas as datas comemorativas :)

Um grande beijo e feliz natal!

http://nattypoupee.blogspot.com
http://nattwonderland.blogspot.com

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Naty! Poxa que coisa linda! Sinto muito pela perda do seu irmão mas eu acredito que ele esteja em um lugar de dar inveja, rs.
Como é fazer aniversário no Natal? Fico pensando que a gente quase não ganha presentes, né? (Credo, que capitalista, hehehe)! Mas o bacana é que a família sempre estará reunida!! xD
Aliás, parabéns pelo seu aniversário! Que Deus te abençoe com muita saúde, paz, sabedoria e conquistas! \o/
Um super beijo e obrigada pelo carinho!!!
<3




Nati, disse: - 27-12-2014 (15:54)

Oi Jeh!
Espero que seu Natal tenha sido lindo <3 seu presentinho vai chegar aí em breve =x

Beijos e adorei a rena!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Nati, lindona!!! Ah eu confesso que todo Natal rola uma tristezinha e algumas lágrimas mas graças a Deus esse passei com saúde e nada muito louco aconteceu, hehe!

Aaah sua linda, obrigada, não tinha que se incomodar!!!!!
Te adoro!
<3




Natália Santos, disse: - 30-12-2014 (10:59)

Pois é Jeh, costumo dizer isso pra minha imã e pra minha mãe que ele está num lugar melhor que esse :)
Olha fazer aniversário no natal, não é muito legal não, só ganha um presente e quando ganha, hahahaha! Isso mesmo sempre passei com minha família, o ano novo nem sempre, mas o natal nunca abri mão de passar com eles.
Obrigada pelos parabéns!

De nada! Seu blog que é um carinho total, venho aqui todos os dias :)

Bjus, feliz 2015! Ano do Lucca :)


Mariana Marchiorato, disse: - 30-12-2014 (12:06)

Não posso deixar de comentar esse post. Confesso que me emocionei lendo e acabei me lembrando de algumas pessoas especiais que já se foram. Sempre gostei dessa época do ano e por ela aproximar mais a família, comidinhas gostosas e ótimos papos. Pra mim as pessoas deveriam se ver mais se amar mais todos os dia do ano e sem contar que o Natal se tornou uma época um pouco consumista né? Fico feliz que passou a ver o natal com outros olhos e com certeza você e seu filho terão ótimos momentos para que no futuro você de orgulhe e se sinta muitoooo feliz! Hoje é dia 30/12 e estamos pertinho de 2015… te desejo tudo de mais lindo e perfeito!!


@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo