categoria9 category image

Kipling Shoes: Fun & Fresh!

11 . dezembro . 2014

Aqui vai uma confissão de gestante-quase-mamãe: não há nada mais tranquilizador do que saber que existe um mundo exclusivo para a maternidade. A gente sabe que existem diversas linhas e coleções de roupas exclusivas para as gestantes mas eu nunca encontrei, por exemplo, sapatos exclusivos para gestantes (se existir, não devem ser tão atraentes).
Por isso eu fico tão, mas tão feliz, quando descubro que minhas marcas favoritas de roupas, sapatos e acessórios lançam coleções pensando em todas as fases da mulher, desde sua infância até o seu momento mamãe. Além de nos permitir sair com grande estilo, também nos oferece muito conforto, agilidade e o mais importante, se sentir feliz consigo mesma!
Hoje vou compartilhar com vocês a possibilidade de nós, gestantes e mamães, estarmos na moda sem perder todo o conforto que nos é permitido. Você é nossa convidada para conhecer a nova coleção da Kipling Shoes, Fun & Fresh! A Vera e seu baby estão ansiosos para lhes apresentar o leque de opções preparado especialmente para você!

A coleção Kipling Shoes foi criada para as mulheres de verdade em todas as suas fases. Focada no conceito Fun and Fresh, criamos a coleção pensando em um objetivo comum a todas elas: ser feliz! E quem não fica feliz em viver diferentes histórias e emoções com um novo par de sapatos?
Os calçados seguem a mesma linha das bolsas e prezam pelo conforto, leveza e diversão. Combinam com tudo, sempre mantendo a identidade da marca, que se fez com o seu nylon exclusivo, cores coordenadas e agora estampas. Ao mesmo tempo a coleção acompanha as principais tendências de moda, consumo e comportamento, para atender aos desejos de todas as shoe lovers.


Kipling Shoes | Facebook

Sneakers Collection

Você não precisa ser Sneakerhead para curtir essa coleção de tênis confortáveis, delicados e que combinam com seu estilo de vida. Além de serem leves, possuem sola antiderrapante e o material pode variar de algodão, couro até o camurça. Também vale mencionar as diversas cores e estampas disponibilizadas para você não ter problemas na hora de montar o look. Veja só!

Ballerinas Collection

De um jeitinho super fofo, a coleção Ballerina veio para realçar a beleza da mulher de forma divertida e elegante, feitas para estar nos seus pés em qualquer ocasião! São levinhas, dobráveis, resistentes à agua e de fácil limpeza. Sem esquecer da sola antiderrapante, o que ajuda muito para as gestantes e mamães, né?

Já adianto que coloquei diversos modelinhos na minha wishlist e quero que o Papai Noel seja bem generoso comigo!
Esse post faz parte da seleção III Correspondente Kipling e agradeço desde já o carinho de vocês comigo através de comentários no blog!
Se você gostou do post não esqueça de curtir aqui embaixo e compartilhe também nas redes sociais! Vamos esperar coisas fofas aos quatro cantos do mundo!
Beijos di moça!



categoria2 category image

O Homem Perfeito :: Vanessa Bosso

10 . dezembro . 2014

Ao voltar para o mundo da leitura, seis meses depois de umas boas férias, queria algo que não me assustasse com tantas informações ou que me desanimasse por ter ficado tanto tempo afastada dos livros. Nessas horas sempre recorro a um bom chick-lit porque são histórias mais leves porém cheias de humor (e era exatamente de boas risadas que eu precisava). Para este retorno escolhi O Homem Perfeito da escritora Vanessa Bosso, lançado pela Novas Páginas!
Confiram abaixo um pouquinho mais sobre o livro e minhas conclusões!

O Homem Perfeito
Autora: Vanessa Bosso
Ano: 2014
Páginas: 224
Editora: Novas Páginas

* Livro enviado pela editora como cortesia.

Sinopse:

Melina teve alguns relacionamentos ruins, outros péssimos… Mesmo assim, ela não desiste: um dia ainda vai encontrar alguém que a complete e que entenda algumas manias fofas que ela tem como comprar mais sapatos do que pode guardar ou tomar uma multa ou outra por excesso de velocidade. Ela faz a sua parte escrevendo um pedido ao universo, no qual descreve esse ser incrível nos mínimos detalhes. Agora é só esperar, certo? Melina não imagina, porém, que esse presente dos céus já existe, mas foi parar nos braços de uma mulher in-su-por-tá-vel. O que fazer quando o destino insiste em brincar com a sua paciência?

Créditos: Skoob

“Farei deste o primeiro dia do resto da minha vida.”

Melina é uma jovem mulher que acaba de levar um baque na vida amorosa. Afinal de contas, pegar o seu namorado – que por sinal também é seu chefe – nos amassos com a secretária boazuda dos peitos comprados não é fácil. Ainda mais para Melina que insiste em acreditar que sua vida amorosa é um caso perdido e que o Universo não faz questão de considerar sua situação para lá de trágica. Nessas horas, quando você perde o namorado, o emprego, as economias e chão onde pisava (menos os duzentos e oitenta e dois pares de sapato) a única saída é voltar para o aconchego e conselhos da família em Paraty (RJ) para tentar encontrar um novo rumo.
Ao invés de encarar esse momento como umas férias, Melina acaba optando por voltar a morar com o seu pai e ajudar seus avós a tocarem a pousada. Aliás, a Pousada das Margaridas é um lugar bucólico e acolhedor. Não deve ser tão ruim voltar e reviver grande parte do seu passado, é?

“Eu só queria um homem para chamar de meu, alguém que não me traísse e fosse um companheiro para todo o sempre. É pedir demais?”

A verdade é que o passado de Melina não foi tão próspero e feliz. Primeiro porque, aos 12 anos, sua mãe a abandonou para buscar a iluminação com um grupo de hippies que ficaram na pousada de passagem; a menstruação tinha dado as caras e, depois de um tempo, perdeu o seu primeiro e grande amor Bernardo De Lucca (Lucca, Lucca, Lucca! *-*) por uma estupidez chamada traição. Que garota realmente gostaria de reviver tudo isso? Melina foi embora e viveu sua vida em outra cidade, não foi nem capaz de deixar uma carta de despedida. Saiu de Paraty naquela certeza absoluta de que ele (Bernardo) a amaria por todas as horas, todos os dias, até o fim de sua vida.
Mas ao chegar em Paraty, Melina vai dar de cara com grandes mudanças. Será que estará pronta para enfrentar mais alguns baques e conspirações do Universo?

“É difícil e até embaraçoso chegar à conclusão de que nada valeu a pena.”

A verdade é que Bernardo, o primeiro “tudo” de Melina está noivo de sua arqui-inimiga Samantha Bragança. E não é só esse detalhe não: tanto o ex-namorado quando a inimigazinha de quinta categoria estão trabalhando no mesmo hospital ao qual Mel desenvolverá seu trabalho como publicitária. É mole ou quer mais? Parece que os sentimentos que estavam mortinhos dentro do coração da Mel estão reascendendo toda vez que encontra Bernardo (e olha que são muitas vezes, eita cidade pequena), mas o que se pode fazer quando a culpa é toda sua?
Agora é a hora de Mel descobrir a fundo os seus sentimentos, o seu caminho e até sua identidade. Com a ajuda dos amigos, dos avós e do próprio Bernardo, Mel terá que – finalmente – encarar seu passado e a si mesma para viver em paz com seu futuro.

“- O que é seu está guardado e virá no tempo certo, independentemente da velocidade com que você corra. A ansiedade é uma distração inútil, digo isso com propriedade. Desacelere. Acredite em um poder superior. Não estamos sozinhos, alguém olha por nós.”

Em 41 capítulos bem curtinhos, a autora Vanessa Bosso nos apresenta um chick-lit agradável, alegre, cheio de dramas de uma mulher que não tem sorte nos relacionamentos e facinho de nos cativar em cada acontecimento (hilário, irônico, sério, romântico) vivido pelos personagens. Sabe aquele velho ditado que “ex-namorado é igual carro antigo, ninguém quer voltar a ter o mesmo?” Em O Homem Perfeito provamos que nem todos os ex relacionamentos são feitos para ficarem no passado e muitas águas podem rolar durante as páginas.
A narrativa em primeira pessoa é sempre bem vinda, na minha opinião, quando se trata de chick-lit e tive bons momentos com Mel e seus dramas elevados ao quadrado.

Devo confessar que senti falta da participação mais ativa da personagem Samantha, a noiva de Bernardo e arqui-inimiga de Mel. Acredito que a personagem deveria marcar presença (ou território, como preferir) e causar mais confusões que só são permitidos e aceitos em um livro deste gênero. Sempre caio na gargalhada quando me deparo com situações de puro bafafá entre mulheres (claro que na vida real eu prefiro ser reservada, viu!)

Se você está procurando uma leitura agradável, rápida e leve, recomendo O Homem Perfeito, livro de Vanessa Bosso lançado pelo selo Novas Páginas da editora Novo Conceito! Esse é o primeiro livro da Vanessa que tenho a oportunidade de ler e espero ler os outros livros – de gêneros diferentes.

Quem já leu, por favor, compartilhe conosco sua opinião pelos comentários e divulgue o talento da nossa literatura nacional!
Beijos di moça!

Vanessa Bosso

Autora é redatora publicitária há mais de 10 anos. Descobriu sua verdadeira vocação há pouco menos de 2 anos quando escreveu seu primeiro romance: 2012 uma aventura no fim do mundo. Depois desse mais três foram escritos: O Elemental, O Imortal e Senhor do Amanhã.


Facebook da autora | Site Novas Páginas
categoria2 category image

Epifania do ser

08 . dezembro . 2014

A fugacidade da vida a leva a outros tempos, outras realidades. Acomete como chamas no concreto gélido, a tornando um cristal impenetrável aos olhos da pequena garota que saltita pelas ruas. A felicidade ingênua encanta a perspectiva do eu-lírico. Uma nostalgia a toma, fazendo pensar em todas as coisas que já viveu e deixou de viver. Foram tantas. Saberia nomeá-las? A indefinição dos cacos espalhados pela areia da praia não deixa olhar ao horizonte, perceber quão belas são suas ondas a vaguear por um rumo indefinido. Livre. Os desencontros amorosos a faz notar. Percebe o quanto todos estamos sujeitos à transitoriedade do tempo. Ele nos orienta como um comandante de trem, sem perguntar se queremos pular enquanto corre pelos trilhos intensamente. A rapidez dá vertigens, a angústia do incerto nos move a voltar-nos para a própria interioridade. Ela existe? Talvez seja um assunto para outro momento de vida, não agora, não estava preparada para tamanho golpe. Agora precisava arrumar os papéis, organizar as ideias para o juízo final que ocorreria no dia seguinte. Esses infinitos testes de sobrevivência ainda a deixaram desnorteada de vez. No frenesi da ansiedade, se depara com a janela aberta. Seu olhar percorre e se depara com uma bela joaninha a se deleitar na forma de uma flor. O carpe diem parecia tão simples, para que preocupações? Em momentos tão banais, a razão parecia ser definida, conseguia vislumbrar uma estrada a frente que o pequenino inseto tentava seguir. A chuva vem. Intenção atrapalhada, se acolhe por entre as flores, sorri e adormece. O olhar para a natureza desanuvia o presente, permite olhar para a realidade sem culpa. Emerge em si mesma. Sem fim, nem começo, apenas por ser.

categoria1 category image

6 on 6: Dezembro

06 . dezembro . 2014

Nem acredito que finalmente voltei a participar de um projeto fotográfico, iupi! Sinto tanta falta da fotografia, ainda mais agora nas últimas fases da gestação na qual fica complicado se contorcer nas mais diversas poses exóticas, rs. Mas fico feliz por ter acrescentado mais um projetinho aqui no blog (o outro é o iPhoneography).

Somos seis blogueiras com a intenção de divulgar seis fotos todo mês com um determinado tema. E, claro, neste mês de Dezembro não poderíamos deixar passar o tema natalino, que enfeita as casas e corações de tantas pessoas! Confesso que não sou fã de Natal mas, com a chegada do meu bebê Lucca, acredito que a minha visão vai mudar!

Este ano decidimos montar uma árvore diferente da verdinha tradicional, em parte porque a nossa está em algum canto escuro da casa e ninguém sabe exatamente onde. Na sala montamos uma branquinha, bem simples mesmo, sem muitas bolinhas ou enfeites. Acho que a intenção era dizer que estamos no clima de Natal apesar de não termos a tradição de levar a data pro lado festivo.
Ano retrasado compramos uma mangueira de pisca-pisca mas acho que ela está junto com a árvore verdinha, oh Gosh.

Já a árvore rosinha foi montada no meu quarto e eu quis implementar com algumas polaroids (ainda não completei com todas), chaveirinhos e – no topo dela – um enfeite que recebi ano retrasado da Intrínseca. Dentro dessa bolinha há várias fitinhas com trechos dos livros publicados por ela, muito fofa!
Também acrescentei um pisca-pisca de bolinhas e fica tudo tão mágico que dá vontade de deixá-la ligada o dia todo!

Um dia desses minha mãe chegou com esse enfeite de sapatinhos de Papai Noel pra eu colocar na árvore mas não resisti e coloquei na minha porta. Desse tamanhozinho eu acabo pensando no Lucca e imaginando meu bebê com eles nos pés.

Mais um pedacinho da minha árvore cor-de-rosa-fofa e uma polaroid da minha amiga-diva, Vanessa, que se casou este ano e me deu a honra de ser uma de suas madrinhas de casamento. Com certeza 2014 foi um ano cheio de surpresas e bons acontecimentos e merecem estar na minha árvore!

Ainda não apresentei a vocês meus sete lhasas, né? Pois eu digo que é quase impossível tirar foto desses meus amiguinhos. Não podem me ver com a câmera que viram a cara, correm pra cima de mim ou resolvem se movimentar o tempo inteiro. Desse jeito não há grávida que aguente, né? *-*
Esse é o Shokito, um dos meus melhores amiguinhos e o único que deixou eu colocar a touquinha de Papai Noel por uns dois minutos. A foto não ficou das melhores mas acho que a intenção valeu, não é mesmo?
(Aliás, já tiraram o pompom do topo da touca. Quanta revolta! Rs.)

Peço mil desculpas pela qualidade das fotos e falta de criatividade mas agora fica mais complicado eu me contorcer em poses “fofas” de fotógrafos (o barrigão não permite :x).

Conheça os blogs participantes:

Vocês também participam de algum projetinho fotográfico? Compartilhem o link aqui nos comentários para eu conhecer o trabalho de vocês! Eu amo fotografia!
Beijos di moça!

@blogdimoca no Instagram!

:: Di Moça :: Colecionando sonhos! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Design por Jeh Asato