uncategorized category image

Meninas Bonitas Não São Para Casar :: Geyme Lechner

19 . abril . 2011

É com muito prazer e alegria que trago mais uma resenha de uma autora parceira do blog Meine Liege. Geyme Lechner, autora do livro Meninas Bonitas Não São Para Casar mudou minha visão de literatura nacional moderna e me levou para o Brasil que até então eu não fazia questão alguma de conhecer. Conheça a obra desta autora!
*-*

Meninas Bonitas Não São Para Casar
Autor: Geyme Lechner
Ano: 2009
Páginas: 416
Sinopse:

Chapada Diamantina, 1951. A vida de Roberta abre os capítulos que estão para nos tirar o fôlego. Uma adolescente recatada, odiada pela irmã e desprezada pela mãe e que sofre abuso sexual por seu próprio pai, sinônimo de embriaguez. Uma família cheia de problemas e ainda assim, tentando manter a pose de “família socialmente bem vista”. Sem suportar a inutilidade de sua mãe para resolver os problemas, Roberta vai embora para o Rio de Janeiro cuidar de sua nova vida.
Enquanto isso, Getúlio Vargas está enfrentando seus oponentes, antigetulistas e os jornais que estão contra seu governo.
Novos protagonistas aparecem na história, homens e mulheres que tomam a história em capítulos alternativos, interligando-se uma hora ou outra. Os ambientes alternam, os anos se passam e Roberta enfrenta o Brasil na sua era machista, infelicidades amorosas, preconceitos e a insanidade que nos persegue.
Meninas Bonitas Não São Para Casar retrata, de modo geral, a mulher que muitas vezes não conhecemos outrora.

Mulheres são todas iguais! (…) Somos diferentes até certo ponto, às vezes, essa diferença é tão somente física, algumas mais baixas, outras mais gordas, umas mais ruivas e outras mais tolas. Quando se trata de sofrer, somos todas iguais: nossa debilidade frágil, nossa vulnerabilidade é nossa impotência.

Imagino que todos que veem a capa deste livro, imagina um romance água-com-açúcar em que seguimos de forma descontraída a vida de meninas que vão aprender algo sobre o casamento. Lições de vida, de amor, essas coisas. Nada muito forte. Nada também muito banal.
Ao contrário do que parece, Meninas Bonitas Não São Para Casar é um romance forte, sem pudores ou qualquer indireta. Retrata de forma brusca a vida de mulheres nos meados da década de 50 e que muitas vezes imaginamos que eram todas “coitadinhas”. Aqui, a coisa é totalmente diferente.

O livro abre com a história de Roberta, uma adolescente que vive na Chapada Diamantina, 1951. Tem uma irmã, uma mãe totalmente submersa ao seu próprio ego e um pai que se abraça ao álcool. Para qualquer um, Roberta não passava de uma adolescente sem gracinha, mas Luciano se apaixona por ela. Não bastasse isso, sua irmã morre de invejas pela garota ter conquistado o fazendeiro de Chapada. Encontramos no capítulo a essência da comida baiana, o candomblé e o forte tema do abuso sexual.
Estuprada pelo próprio pai, mal amado que não encontra mais prazer em sua mulher, Roger encontra-se embriagado e alucinado, buscando na filha o sexo de sua mulher. Sem conseguir encarar essa realidade, Roberta busca ajuda na verdade mas o que lhe resta é ir embora de sua própria casa. Seu destino: Rio de Janeiro.

Daniel é um cara que sabe mentir, sabe enganar e vive de roubos, furtos que tem feito durante sua vida. Alguns anos de prática ajuda. Sua infância não foi das melhores, vendo seu pai trabalhador morto ao lado do melhor amigo em um bar, na tentativa de ajudar um desamparado. Com o tempo, Daniel encontra no roubo, nas mulheres e no dinheiro, a forma de ser feliz.

Clara é uma viúva que, por destino, envolve-se com Daniel e este é forçado a se casar com ela (como disse, pela força do infeliz destino). Uma personagem forte e ao mesmo tempo fraca. Submissa à qualquer elogio de seu marido e tentada a conquistar tudo, absolutamente tudo o que quer.

Os personagens (Roberta, Clara, José, Daniel, Rafael, Giane, Samuel, Getúlio Vargas, etc), variando de capítulos e cidades (Chapada, Rio de Janeiro e Minas Gerais), vão se interligando, se conhecendo e formando uma história trágica, cheia de fortes sentimentos, impulsos, malícias, desejos e traição. A corrupção, o governo Vargas, o Brasil do samba, da bossa nova, o cenário ideal para histórias que não vêm para o bem.
Nunca duvidei de que as mulheres sempre foram tentadoras, de que sempre souberam aproveitar seus dons e suas malícias mesmo sem ter o direito de esbanjá-las publicamente. Cada personagem busca e encontra meios de se renovarem, de conquistarem e de encontrarem a fórmula do escape. Enquanto os homens vivem na certeza de submissão, as mulheres estão maliciosamente à frente de seus homens, sem que os mesmos percebam.

Eu gostei muito do livro. Choquei com muitos trechos, muitos acontecimentos, e principalmente vi o que uma mulher é capaz de fazer quando quer alguma coisa ou alguém. Uma leitura recomendável para maiores de 16 anos ou para aqueles que sabem discernir uma bom romance!

O que fez o livro perder uma estrela, na minha opinião, foi apenas a questão de diagramação do livro, erros ortográficos e gramaticais que atrapalhou a leitura. Sabem aquele “enter” que a gente encontra em um capítulo, quando o autor começa a falar de outra coisa ou de outra pessoa? Esse “enter”, por incrível que pareça, ajuda muito na hora da leitura. Senti falta desse espaço porque hora eu achava que era o mesmo personagem, hora achava que era continuidade da mesma história. Fiquei muitas vezes nessa dúvida e às vezes tinha que voltar a leitura para acompanhar o novo passo.

A autora está com uma editora para o livro e a mesma história será lançada com outro nome, outra capa e talvez um final diferente. O livro Anjos em Pecados será o novo Meninas Bonitas Não São Para Casar.

Para quem já leu o livro

{mais…}

Para a autora

{mais…}

Um beijo com carinho e até o próximo post!
xoxo

Geyme Lechner

Geyme Lechner Mannes nasceu em Florianópolis, Brasil. Estudou filosofia na faculdade nacional de Rosário, Argentina. É autora de “Meninas bonitas não são para casar”, (agora: “Anjos em pecado”), e Mal intencionados. Ganhou vários concursos literários, nacionais e internacionais. Morou na Argentina e Alemanha. Atualmente vive na Coréia do Sul e se dedica exclusivamente à literatura. Para saber mais sobre a autora, acesse: www.geyme.com

Site da autora



• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 54 comentários nesta postagem" •

Evellyn, disse: - 19-04-2011 (16:23)

Huhaua ai fiquei mega curiosa… como vc falou naquele video, realmente a capa parece não remeter em nada a verdadeira historia do livro que é bem forte…
Menina eu fui curiosa e cliquei no Pra quem já leu: só li o 1 e fiquei Ohhh hauhau ai quero ler!!!!

Caramba, o nome do livro mudou mt hein… se talvez tera outro fim!!

>>Alias, sempre quis saber fazer esse recurso nas postagens, mas acho que so serve em site, em blog não dá… (lerMais)

bjs

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Evellyn,

Ahmram, mas quando comecei a leitura, OMG, o livro começou a me tirar o fôlego, fiquei passada!! São histórias que envolvem sentimentos muito fortes, alguns ruins outros bons… depende do ponto de vista do leitor!!
Huhuhuhuhuh

Ahh não sei se pra blogspot dá pra fazer… :x
Eu usava no cutenews e no wp, mas não sei se dá pra usar no blogspot. Se eu souber te falo! ;)

Beijos!
xoxo




Mariana Ribeiro, disse: - 19-04-2011 (16:56)

Jeh, você não quer conhecer um dia a Chapada Diamantina? hehehe É linda demais, vale a pena conferir!!
Bom, primeiramente eu adorei a sua foto com véu e tudo! Incorporou mesmo o clima do livro. Adorei a sua resenha e espero ter a oportunidade de conferir a história mais pra frente.
Tenha uma ótima semana.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Mariana Ribeiro,

Eu quero!!! Huhuhuh, aii mas ir pra BA é tão longe e tão caro pro meu bolsinho rasgado??? Hauhauhauh
Aaahh, legal a foto né? Esse véu eu ganhei de brinde no casamento da minha amiga! Veio a calhar!! Hihihih

Beijos!
xoxo




Carolina, disse: - 19-04-2011 (18:45)

Como baiana, preciso dizer que AMEI o livro se passar na Chapada. Fui lá quando era pequena e morro de vontade de voltar porque é um lugar lindo!
Ameei sua resenha. Só a sinopse já chama muita atenção e mostra que o livro é bem mais que um romance qualquer, mas a sua resenha reforçou a idéia e minha vonyade de ler.
Comentei no video que você mostrou esse livro que a capa era fofa demais e desde ali já queria ler.
Adorei sua foto com véu HAHAHA

Beijos xx

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Carolina,

Hehehehe, imaginei que fosse gostar mesmo! Não conheço Chapada mas vi algumas fotos e achei muito lindo!!! Huhuhuh!!

Obrigada por ter gostado da resenha!! Hihihih, esse romance é de deixar a gente sem fôlego e algumas vezes com muita raiva de alguns personagens!o.O

Aah obrigada, sorte que no casamento de uma amiga eles deram esse véu de brinde… xD

Beijos!
xoxo




Mirtes Agda, disse: - 19-04-2011 (21:50)

Oi Jeh, tá de noivinha agora? hihihi *-*
HUHUHUHUHU! Fiquei curiosa agora!

O tema abordado é uma super novidade pra mim, mesmo por que não li nenhum Chick-Lit esse ano >.< A falta de tempo tá me cansando ¬¬' Mas enfim, o livro parece ser bem interessante, por que acontece no Brasil (Rio) e fica mais facil de focalizar na leitura :)

Bjs
Mirtes Agda
*PS: Obrigada pela preocupação no ultimo comentário respondido (Comprar, Ganhar, Receber #21) Tá a maior correia por aqui!!!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Mirtes Agda,

Oi flor, nossa, bate na madeira, é só pra foto!! Huahauhauahuah
Esse livro na verdade, apesar de a capa ser fofinha, não tem nada de chick lit! É uma história forte, cheia de sentimentos e sem indiretas! Muito bom viu!
*-*

Ah de nada, você sumiu da blogosfera e nem te vi mais no twitter… =(
*Recebi seu e-mail com o endereço! ;)

Beijos!
xoxo




Fernanda Matos, disse: - 19-04-2011 (22:48)

Oi Jeh!

Eu particularmente fujo de romances que envolvam fatos históricos, porque ficção misturada com fatos históricos muitas vezes leva a distorções da história propriamente dita. Prefiro ler sobre história em livros acadêmicos. Deixo a fantasia e ficção para a literatura.

Não entendi muito bem quando vc escreveu: “a vida de mulheres no século XVIII”. O livro remete a algum fato passado entre 1701 a 1800?

Bjo!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Fernanda Matos,

Oi Fer, pois é, eu sou retadada! Escrevi errado! A história se passa em meados dos anos 50 -.-‘
Huahauhauhauah, ignora esse fato, pelo amor, já consertei no post! :$

Apesar de ter fatos históricos, não chega a ser forte e complexo o suficiente pra deixarmos entediados e tal. Eu acho que você realmente vai gostar do livro! =)

Beijos!
xoxo




Thais, disse: - 19-04-2011 (23:10)

Olá Jeh!!!

Li esse livro faz um bom tempo e gostei demais, ainda mais por retratar parte de nossa cultura histórica, nossa eu não sabia que ia mudar de capa e de final, mas a capa parece de chick-lit e isso o livro não é rs
Hum será legal ler esse livro de outra maneira!

Bjosss

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Thais,

Muito bom né Thais??? Nossa, eu fiquei com medo da autora, de onde ela tirou tanta coisa assim??? o.O
Hhuhuhuh, pois é, ela conseguiu uma editora na feira de Frankfurt e o livro vai vir totalmente novo, capa, nome e ela está pensando até em criar um final para o livro… Vamos aguardar!
;)

Beijos!
xoxo




Amanda, disse: - 19-04-2011 (23:16)

Nossa Jeh, a história é totalmente diferente do que eu imaginava. Vendo essa capa fofinha eu não esperava uma história tão cheia de acontecimentos (meio trágicos, pelo visto..)

Mas parece ser um livro muito bom! E tem um pouco de Minas Gerais nele, oba \o/ hehe.

Eu acho essa capa linda, vamos ver como vai ser a próxima ne ^^ e o nome do livro mudou drasticamente também hein O.o’

ADOREI sua foto, com direito a véu e tudo mais! HAUHAUA *-*

Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Amanda,

Ahmram, como a capa engana né flor?? Mas agora a autora está reformulando geral e o nome do livro, capa e tudo o mais vai vir diferente. Acho que assim não teremos mais enganos! Huahuahauhauh!

Pois é, o Brasil está inserido de forma totalmente forte, cultural e essencial, amei!! *-*

E obrigada por gostar da foto, eu sou tosca e não tenho o que fazer de vez em quando! :$
Huahauhauah

Beijos!
xoxo




Martha Sossai Spadeto, disse: - 20-04-2011 (05:26)

Jeh, só vc mesmo pra colocar essas fotos ótimas!!
Adorei sua resenha!! Tá na lista!!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Martha Sossai Spadeto,

Hauhauhauha eu confesso que não tenho o que fazer, hauahuahau! Fico tirando fotos que lembrem um pouco o jeito do livro, seja pela história ou pela capa… :$
Huahauhauahuahuah

Obrigada pelo comentário flor, um livro realmente que vale a pena estar na lista de leituras! ;)
xoxo




Renata de Aquino, disse: - 20-04-2011 (07:10)

uau.
nossa.
a capa engana ein hsuahsa
fiquei curiosa também. parece ser um livro bastante diferentes e impactante.
a geyme mandou ver :O parabens. sua obra deve ser fantástica!
quem sabe eu não alcance ele com a editora nova, né? :)

Jeh, amei sua resenha, ficou linda *—-*
parabens mesmo :**
beixos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Renata de Aquino,

Pois é Reh, quem vê capa não vê história né?? hauhauha esse é um livro que realmente afirma e confirma essa frase!
Uma história maravilhosa, eu até fiquei com medo dela depois que terminei o livro. Uma mente desses, ai que coisa né?? Hauhauhau, mas o livro é maravilhoso!

Que bom que gostou da resenha Reh, obrigada mesmo!!
xoxo




Jonathan Henrique, disse: - 20-04-2011 (07:33)

Pra quem vê essa capa com esse nome até imagina que é um chick lit. Mas pela resenha, me parece uma história emocionanete, sensível, chocante…
P.s.: Jeh, o filme Jumper é realmente uma adaptação de livro. Porém, não chegou a ser publicado no Brasil, infelizmente. Eu não li, descobri isso porque gostei muito do filme, e sabe como é: aquela pulguinha atrás da orelha de me deixou inquieto… aí fiz uma pequisa e confirmei minhas expectativas!
P.s. 2: Você ficou muito (*__*) /xoxa\ de noivinha!!! (Xoxa quer dizer fofa, né??)

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jonathan Henrique,

Ahmram, e foi exatamente isso que eu achei! Até que a Geyme tirou minhas dúvidas em relação à isso! O livro é muito bom mesmo, vale a pena ler!!
*-*

Aaah, não creio que ainda não publicaram no Brasil?? Nem sei por que estou surpresa… -.-‘

Hauhauhauha xoxa noivinha??? Pra mim xoxa é uma coisa brochante, sem graça… sabe?? o.O
Huahauhaha, mas acho que entendi seu comentário! Huahauhauhauahuahuahuah

Beijos!
xoxo




Geyme Lechner Mannes, disse: - 20-04-2011 (07:51)

Oi Jeh-Jeh!!!

Sua foto vestidinha de noiva ficou uma gracinha (como diria a velha guerreira Hebe Camargo). Se a próxima edicao saísse com o mesmo título, pediria permissao a vc e à editora pra usá-la na capa… hahaha Já pensou??
Queridona minha dessa contaminante e viciosa blogosfera, super grata pelo carinho, parabéns pelo trabalho, pelo blog, por esse jeitinho sapeca e cativante que me fisgou desde o primeiro contato, feito um peixinho… Desejo todo sucesso do mundo pra vc, tanto como blogueira, fotógrafa, colunista… e tudo o demais, onde a arte posso tocá-la, ou, ser tocada por voce!
Mil beijos e abracos pra voce, para os leitores e ao Brasil do meu coracao!!!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Geyme Lechner Mannes,

Aaaii, adoro seus comentários aqui Leh!!! Huhuh, você viu a estilosa da fofa aqui com véu e tudo né??? Hauhauahuahuah
Aaah que tudo, meu sonho é ser capa de livro, ai que chique!! Mas não tem problema não, tiro foto de tudo quanto é jeito hein, se precisar de uma “modelo”, huahauhau, só me avisar! ;p

Nossa, amei seu comentário Leh, eu realmente preciso de sucesso em qualquer área que eu me encontre porque me sinto um fracasso :x
Um comentário mara vindo de você me colocou um pouco mais em pé!! Obrigada!!!
xD

Beijos!
xoxo




Carissa, disse: - 20-04-2011 (11:32)

Quando olhei a capa do livro realmente achei que era um romance água com açúcar, mas mudei meu pensamento ao ler a sua resenha.
O livro não deve ter nada de água com açúcar.

Adorei a resenha.

Beijos!!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Carissa,

Ahmram, nada de romance água com açúcar!! Huahauha, tanto é que o livro está concorrendo ao prêmio codex 2011 na categoria Romance/drama!
o.O
Muito bom viu!!!
E obrigada pelo elogio, hihihih!! <3
Beijos!
xoxo




Jeh Polato, disse: - 20-04-2011 (11:55)

Realmente, a historia e o nome do livro + capa bonitinha, não combinam muito.
Fiquei realemnte envolvida com a sua resenha Jeh. Impossível imaginar que a trama do livro fosse tão complexa e cheia de acontecimentos marcantes ( pausa para a parte do estupro). Fiquei chocada e muito curiosa para ler.

Parabéns pela resenha. Adooorei!

bjinhuxxx
Eu li e divulgo – http://euliedivulgo.blogspot.com/

Novo Post: Resenha de Beijada por Um anjo #1

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jeh Polato,

Oi Jeh!! Mas nem me fale, peguei o livro e já no começo fiquei com o coração na garganta de euforia e medo… Muito chocante mesmo, as mulheres exercem um poder forte mas de forma excessiva sabe? Muito bom mesmo!!

Que bom que gostou da resenha Jeh!! *-*
Beijos!
xoxo




Bruna, disse: - 20-04-2011 (13:54)

Sou mais desses livros tocantes mesmo, que traz uma mensagem! Gostei bastante da resenha Jé!

E ah com certeza a falta de enter é triste, por isso estou sofrendo com orgulho e preconceito, muita frase com aquele travessão tem a fala mas não diz quem é que ta falando!! Grrrr… não sabem que a gente é cheio de frescura hoje em dia? hahahahah

Beijoo

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Bruna,

Oi Bruna!! Que bom que gostou!! O livro realmente me impressionou e com certeza vai te impressionar também!!

Então, em relação aos erros de digitação e essa falta de “enter”, a autora deixou avisado, justamente por isso que vai lançar o livro totalmente novo! Mas eu resolvi deixar explicadinho aqui … =)

Beijos!
xoxo




Regiane, disse: - 20-04-2011 (19:03)

Flor, a primeira vista o livro realmente pareceu se tratar de um Chick Lit, mas eu sei que não tem nada disso, porque quando você apresentou o livro no vídeo, eu li a sinopse dele, e percebi que envolvia assuntos mais sérios e digamos, bem tristes.

E eu gosto de livros que envolvam nossaa cultura e pelo jeito Meninas Bonitas Não São Para Casar tem tudo para me agradar e conquistar, mesmo abordando assuntos fortes, como abuso sexual.

Vou fazer de tudo para ganhar esse livro, pois quero muito lê-lo.

Parabéns pela sua resenha, que além de estar perfeita e maravilhosamente bem escrita, está clara e objetiva.

Adorei a foto de noiva, só você mesmo flor para ter uma ideia bacana como essa!

Beijinhos,

Ler e Almejar

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Regiane,

Ahmram, justamente por causa da capa né flor?? Huhuhuh! Mas agora a autora está arrumando tudo e creio que surpreenderá os leitores! ;)

A história é bem forte, cheia de personagens com características e personalidades que parecem não existir mais de tão exóticas mas que no final de tudo, estamos rodeados deles!

Obrigada flor, pelo comentário viu!!

Beijos!
xoxo




Ligia Paulino', disse: - 20-04-2011 (19:45)

Jeh!! adorei a sua foto com o livro =) adoro a sua criatividade.

Nossa juro que com a capa, o titulo e todo o estilo não imaginava que seria tudo isso, e confesso fiquei atraida. Digo que não lerei agora mais em futuro proximo com certeza!!!

Um Grande Beijo ;**

Lígia Palino.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ligia Paulino’,

Huhuh, obrigada Lih!! Espero que minha criatividade em relação às fotos continue!! Hehehe, estou lendo “Como treinar o seu dragão”, pensa na foto que eu vou tentar tirar?? o.O
Huahauhauhauh

Então, a Geyme nos surpreendeu com essa capa e a história totalmente diferente! “Quem vê capa não vê história” né?? Hehehe

Beijos!
xoxo




Ligia Paulino', disse: - 20-04-2011 (20:22)

Jeh Asato,

Espero que estou adorando as fotos que você tira para colocar nas resenha =)

e concordo com o que você disse, é o mesmo que muita gente fala não julgue um livro pela capa!

hehehehe

beijocas jeh!!

;**

Lígia Paulino.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ligia Paulino’,

Hauhauhauah tem horas que me dá na louca e eu tiro umas fotos meio bizarras.. hauhauah

Beijos!
xoxo




Monique Melo, disse: - 20-04-2011 (21:09)

Adorei a resenha! O livro parece ótimo e estou adorando essa onda de escritores nacionais. E é um romance! Quero ler. Ahh, ri muito com sua foto! Ficou massa!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Monique Melo,

Huhuhuhuh que bom que gostou Monique!! Eu simplesmente adorei o livro viu!!! Super recomendo, literatura nacional está crescendo de forma positiva e isso é bom! ;)
Aah obrigada, eu tenho uns ataques estranhos para tirar fotos, algumas vezes!
hauhauhauah

Beijos!
xoxo




Fernanda Matos, disse: - 20-04-2011 (22:15)

Jeh Asato:
@Fernanda Matos,

Oi Fer, pois é, eu sou retadada! Escrevi errado! A história se passa em meados dos anos 50 -.-’
Huahauhauhauah, ignora esse fato, pelo amor, já consertei no post! :$

Apesar de ter fatos históricos, não chega a ser forte e complexo o suficiente pra deixarmos entediados e tal. Eu acho que você realmente vai gostar do livro! =)

Beijos!
xoxo

Oi Jeh!

De início, quando eu vi o “século XVII”, pensei que tinha sido erro de digitação mesmo. Mas depois fiquei pensando se a autora não tinha citado algum fato do séc. XVIII que tivesse influência no tempo atual da história, ou seja, meados do séc. XX (década de 1950).

Por causa da minha formação em História, acabo ficando muito crítica e até mesmo chata com relação à livros que misturam ficção e história! Por isso fujo deles igual o diabo foge da cruz… rsrs! Mas se algum dia eu tiver oportunidade de ler este livro, tomara que eu goste tanto quanto vc gostou!!!

Espero que vc não tenha ficado chateada com o meu comentário, não foi a minha intenção!

Bjo!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Fernanda Matos,

Aaah entendi, é, você como tem formação na área histórica, acaba vendo mais detalhes, se pega à eles e qualquer erro de informação, deve te dar um troço né?? Huhuhuh, não fiquei chateada não, imagine!! Entendo perfeitamente! ;)

Boa páscoa Fer!
xoxo




Ro, disse: - 21-04-2011 (03:05)

Jeh, está todo mundo querendo fazer uma foto de véu pra mandar pra Geyme agora, uma verdadeira loucura, hahaha o pessoal está morrendo de inveja (boa, eu acho, huauaua). Eu mesmo me pergunto por que raios não tive essa ideia antes??????? Geyme, também quero uma foto minha lá no Boutique de Ideias, kkkkkk Parabéns pela resenha Jeh, ficou à altura desse livro que me tirou as noites de sono (na verdade, foram duas noites, pois eu enquanto eu não terminei não sosseguei…) Embora a Clara seja uma megera indomável, foi uma das minhas personagens favoritas! Nota 1000 pro livro! Beijo gigante pra vocês!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ro,

Sério??? Huahauahuha, que legal, acho que comecei uma sessão de fotos!! Huhuhu, seria legal ver fotos das leitoras vestidas de noiva com o livro da Geyme, ela poderia até colocar no blog dela!! Hihihih!

*-*

Eu adorei o livro, fiquei até com medo da mente da Geyme depois da leitura!! Com certeza quero fazer uma entrevista com ela, vamos ver se a autora topa! ;)

Eu também gostei bastante de Clara justamente por ela ser daquela mulher que usa a frase “os meios justificam os fins!”
Uau!

Beijos!
xoxo




Regiane, disse: - 21-04-2011 (07:57)

Jeh Asato,

Mesmo a capa do livro não combinando tanto com a história eu curti demais. Espero ganhar a promoção ;)

Flor quanto a iD, eu acho que você deverá receber os vale-ingressos na segunda. Pois acho que eles mandaram para todos parceiros.

Quanto ao livro A Garota da Capa Vermelha, eles me mandaram apenas um para resenha, mas como eu já havia comprado, vou sortear o que comprei por minha conta. O engraçado disso, é que vejo blogs recebendo dois, um para resenha e outro para sorteio. Questionei, mas falaram que não, mas enfim, eu vi hehehe.

Eu que tive que solicitar o livro, porque se não tivesse feito, acho que não teriam me enviado ainda. Manda e-mail pedindo flor, o livro que você quer para resenhar no blog.

Beijinhos,

Ler e Almejar

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Regiane,

Aaaah que triste flor, faz um tempão que a editora me abandonou…hehehe!
Vou mandar um e-mail solicitando o livro pra resenha… Quase todos os blogs receberam, menos eu..
#chora

Obrigada pela dica flor!
Boa páscoa!
xoxo




Laíza Foizer Filgueira, disse: - 22-04-2011 (14:44)

Amei sua fotinha de véu … toda combinadinha com o título do livro *–*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Laíza Foizer Filgueira,

Huahauhauha obrigada flor!!
xoxo




Nana, disse: - 22-04-2011 (19:24)

Adorei a resenha!
E concordo sobre sua opinião em relação aos erros.

Sabe pela capa eu também pensei que fosse um romance bobinho mas depois que li a sinopse, fiquei :O

Ah obrigada pelo elogio ao layout, adoro aquele estilo de rosa acho muito fofo.
HAHA
O que a gente tem que assistir pelos nossos ídolos né?
Se bem que eu gosto da metade do elenco de Pânico 4 não sei por quem em si eu assistir kkkkkkk
os outros era por causa do tema, terror, adoro filmes de terror.

Engraçado aqui é o Pânico que só tem dublado.

Bom final de semana uma ótima Páscoa para você e sua família.
bjs

Nana – Obsession Valley

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Nana,

Huhuhuhuh obrigada flor, pelo comentário!! Pois é, a história nem chega perto se for comparar com a capa. É bem forte e muito boa!!!
Huhuhuhuhuh!

Aaah advinha que fui no shopping hoje e vi que liberaram “Eu sou o Número Quatro” legendado??? Nossa, essa semana eu TENHO que ir ao cinema!! Yeaaah!!

Beijos, ótima páscoa pra ti também e pra toda a família! ;)
xoxo




Thais Ortega, disse: - 22-04-2011 (22:35)

HAHAHAHAHAHAHHAHAHA, adorei a foto!

@thaorteg

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Thais Ortega,

Hauhauhauah obrigada flor!! *-*

Pelo menos o véu serviu pra algum momento legal!! ;)




Andréia Regina, disse: - 24-04-2011 (22:16)

Que delícia de resenha…Eu quero ler…rsrsrs…
Bjos!!!
Andréia
Sentimento nos Livros

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Andréia Regina,

Huhuhuhuh, tá tendo promoção flor!!!
;)
Está participando já???

Beijos!
xoxo




lucidreira, disse: - 26-04-2011 (13:10)

Já fiz uma pequena homenagem lá no Boutique de ideias, mas vim conferir aqui, você está de parabéns mesmo, a sua resenha é de prima e a foto também e dez. Também parabenizo pelo seu espaço blog pois o mesmo é de uma qualidade e layout primorosa. Quanto a literatura só gosto de ler, eu revelo os meus textos em fotografias, esculturas e entalhes, pois é meu robe e o que mais sei fazer.
Abraço

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@lucidreira,

Oi Luci, poxa muito obirgada mesmo!!!! Adorei seu comentário e saber que existem pessoas tão sinceras me deixa contente por demais!!!
*-*

Beijos!!
xoxo




Malu, disse: - 27-04-2011 (14:57)

Menina, vim parar aqui através da Geyme… Adorei seu espaço e por conta da tua resenha vou providenciar o livro…
Um grande abraço

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Malu,

Oi Malu!!! Ai que legal, muito obrigada viu!!! Seja sempre bem vinda!! ;)

Beijos!
xoxo




@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo