categoria2 category image

Um coração cheio de estrelas :: Alex Rovira e Francesc Miralles

22 . julho . 2012

Eu sempre achei que fábulas eram “estórias” bobas.Por isso, é umm gênero literário que não conduz minha estante e meu coração literário. Mas quando li a sinopse de Um coração cheio de estrelas, fiquei curiosa. Uma fábula que tem a moral e um ensinamento construtivo sobre o amor – e que vale a pena ser lido!

Um coração cheio de estrelas (Un Corazón Lleno de Estrellas)
Autor: Alex Rovira e Francesc Miralles
Páginas: 112
Editora: Lua de Papel

* Livro enviado pela editora como cortesia.
Sinopse:

Uma fábula sobre o poder ilimitado do amor. Michel é um garoto órfão que nunca conheceu os pais. Ainda assim, ele é a criança mais feliz do orfanato em que vive. É que Michel tem um segredo: o sorriso de Erin, sua melhor amiga, por quem é apaixonado. Em uma noite fria, Erin dorme e não acorda mais. Os médicos não conseguem diagnosticar o que tomou conta da menina. Ela está em coma. Arrasado, Michel sai vagando pelas ruas procurando ajuda, até encontrar uma estranha e sábia velha que lhe diz o motivo da doença de sua amiga. “A dor que a pôs para dormir é a falta de amor, por ter sido abandonada.” Michel então deve encontrar nove tipos diferentes de amor entre as pessoas, cortar um pedaço em forma de estrelas de suas roupas. Ao final a velha irá tecer um enorme coração. Um livro emocionante, em que o leitor encontra, a cada momento uma surpresa ao descobrir também amor nos pequenos detalhes da vida.

Crédito: Skoob

Uma fábula sobre o poder ilimitado do amor. Essa frase resume o livro “Um coração cheio de estrelas”, muito bem construído pelos autores Alex Rovira e Francesc Miralles – tendo maior participação o primeiro autor. Por ser um livro fininho, a fábula é bem rápida e deliciosa de ler. O “rótulo” livro de cabeceira serve como uma luva.

De acordo com o próprio autor Alex Rovira, o livro é uma homenagem a muitas pessoas que ensinaram sobre o amor, através de atitudes e palavras na situação que o autor e sua esposa se encontravam – detalhada no começo do livro.

Então vamos lá! Em uma pequena cidade fancesa chamada Selonsville vive o pequeno Michel. Em 1946, o mundo está enfrentando o quadro pós guerra, a esperança já tinha morrido há tempos; os olhares são vazios e as ruas abandonadas. O orfanato municipal se parecia mais com um campo de concentração. Mas nada disso impedia Michel de sonhar alto: ser adotado e ter uma família de verdade. Sua melhor amiga Erin – em japonês significa “Luz da Lua” – é uma âncora, uma salva vida e luz para Michel. Mas quando, subitamente, a menina entra em come, Michel perde o chão.

Quando o garoto conhece Hermínia – uma anciã mendiga – sua vida se torna uma aventura em busca da cura para sua amiga. De acordo com a anciã, o remédio para ajudar Erin é ter um coração cheio de estrelas. E cada estrela é a representação do verdadeiro amor. A busca por nove pessoas com nove tipos de amores diferentes tornará a vida de Michel um aprendizado constante. O garoto tem 10 dias para encontrar as nove estrelas. E quando o coração retalhado estiver completo, haverá a última estrela, a décima estrela que fechará o coração e que permite que as outras nove estrelas tenham poder.

Uma fábula narrada em terceira pessoa, Alex e Francesc criaram um ensinamento básico descrito de forma leve, aos olhos inocentes de uma criança dentro de um cenário catastrófico, cheio de tristeza, ausência de fé e dor. Enquanto o garoto parte em busca das estrelas (amores), vamos encontrar perguntas e até respostas dentro de nós mesmos. Às vezes a porta está fechada mas a janela está aberta, pronta para ser usada como instrumento de liberdade, também! Dentre os amores descritos pelos autores, gostei muito do destaque amor pelos livros. Mas, em contrapartida, senti falta do maior amor que existe: o amor de Deus.

Vale ressaltar que, no final do livro, encontramos um “guia para navegantes”, no qual o autor seleciona poemas e frases sobre cada tipo de amor destacado na fábula! Até você vai querer ser um caçador de estrelas! *-*
Uma leitura leve, cheia de ensinamentos e ótima para passar adiante! Recomendado! ;)

Um beijo e até o próximo post!

Francesc Miralles

Filho de uma modista e de um administrativo muito dado às artes e às letras, Francesc Miralles nasceu em Barcelona em 1968. Estudou Jornalismo na Universidade Autónoma de Barcelona, mas abandonou o curso passados 4 meses para trabalhar numa taberna do bairro gótico onde aprendeu a tocar piano. Voltou à universidade após um ano, onde estudou Filologia Inglesa. Viciado em viagens desde jovem, decidiu então deixar tudo e vaguear pelo mundo. Ao regressar a Barcelona, retomou a vida académica. Não só completou a licenciatura como ainda fez um mestrado em Edição de Livros. Ingressou no mundo editorial primeiro como tradutor, e depois como editor.


Site do Francesc Miralles | Site da Lua de Papel


• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 38 comentários nesta postagem" •

Tathy, disse: - 22-07-2012 (03:45)

Mesmo longe desse universo literário, de tempos em tempos ainda entro no meus blogs preferidos, só pra matar a saudade e sempre que vejo um layout novo por aqui, eu me apaixono mais e mais (caso raro, pq sempre acho q o atual é o melhor e vc vem com um mais fantástico ainda)

Um dia ainda te convenço a fazer um pra mim… um dia!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Tathy,

Ówwn Tathy, sinto sua falta viu! E óh: quero conversar com a senhorita, muito sério! =)

Obrigada mesmo por não se esquecer de mim, sinto muito sua falta! Espero estreitar mais nosso laço de amizade!
Um super beijo! ;*




Lilian Britto (@morenalilica), disse: - 22-07-2012 (07:44)

Oi Jeh ^^
Ah, que linda resenha! O livro parece ser bem bonito, curti a sinopse ^^
Apesar de já ter ouvido falar sobre esse livro, não tinha me interessado por ele antes, só agora lendo sua resenha, me aguçou a vontade ^^
Beijos amore, tenha um ótimo final de semana =*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Lilian Britto (@morenalilica),

Oi Lili!! Que bom que gostou! Sim, o livro é uma graça, cheio de frases e mensagens fofas! Meu livro está todo marcado por causa das sitações, hehehe!

Beijos e ótima semana! ;*




Daniela, disse: - 22-07-2012 (09:19)

Esse livro tem um cantinho especial em meu coração.
Ele foi uma daquelas compras feitas por puro impulso e não me arrependo.
É uma história doce, terna e tão fofa que infelizmente, acaba super rápido.
Meu livro está todo grifado porque ele tem diálogos e citações maravilhosas!
Para os que assim como eu, se encantam com a sinceridade e sensibilidade de uma boa história falada pelo o ponto de vista de uma criança é um prato cheio!

Super recomendo!

Adorei a resenha Jeh!
Passou exatamente o que eu senti *.*

Beijinhos,

Dani – @daride

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Daniela,

Aah é uma graça, né Dani? Eu achei muito fofo o carinho que o autor demonstrou nos agradecimentos, na escolha dos amores, nas frases para navegantes do amor, muito lindo mesmo! O meu também está todo grifado, hehe. Como eu disse, senti falta do amor de Deus, que para mim é o maior e deveria ser a décima estrela…. ;)

Beijos!




Jaira Costa, disse: - 22-07-2012 (13:05)

Oi, Jeh

Não conheci esse livro, e gostei logo de cara da capa e do nome só isso já me deixou curiosa, e posso dizer que também acho fábulas meio bobas…..mas depois de ler sua resenha fiquei com vontade de ler, ele já esta na minha listinha, que de pequena só tem o nome, ela esta enorme rsr e só aumenta a cada dia, coisas de quem como vc tbm é viciada em livros ….

bjiss

Jaira

Livros e Versos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jaira Costa,

Oi Jaira, tudo bem?
Pois é, não costumo ler fábulas – acho que essa é a primeira na minha estante #vergonha mas gostei mesmo! É rápido, leitura leve e flui que é uma beleza! ;)

Beijos!




Sara Martins, disse: - 22-07-2012 (14:42)

Que lindinho. É exatamente o livro que estou precisando ler.
Quando alguém fala em fabula, nós pensamos em contos de fadas com Princesas, Príncipes e um “felizes para sempre”, mas esse cara mostrou que nem sempre é preciso disso para criar uma linda fabula.
Xxx

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Sara Martins,

Uma graça, Sara! Você vai gostar sim! Não é uma leitura pesada, cheia de informações, pelo contrário, as lições e frases são bem gostosas de ler, sem pesar a consciência, sabe? Rs…

Beijos!




Biih, disse: - 22-07-2012 (16:05)

Olá, Jeh!
Só de ler a sua resenha já fiquei com vontade de comprar o livro – que parece ser encantador!
Tenha uma maravilhosa semana!
Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Biih,

Oi Bih! Aah é uma graça, vale a pena! Por ser fininho, dá pra ler em um dia, emprestar para outras pessoas, dar de presente – uma ótima dica de presente!

Beijos e ótima semana!
;*




May, disse: - 22-07-2012 (16:13)

Achei interessante o tema desse livro, o amor incondicional, e como ele é abordado. Adoro contos, fábulas e histórias desse tipo, me daria super bem com o livro!

Beijinhos,
May ;*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@May,

Ah é May? Se você gosta de contos, fábulas com certeza vai gostar deste! Se não me engano é a primeira fábula na minha estante literária, pensa? E gostei bastante, foi um “chute certeiro”! Como é fininho, a leitura flui em um dia – ou menos, pra quem devora páginas de livros!

Beijos!




Bianca Sampaio, disse: - 22-07-2012 (17:53)

Oi, Jeh!
Também não sou muito fã de fábulas, elas nunca me atraem, mas esse livro parece ter uma história tão linda, emocionante e tocante que mudei minha opinião e fiquei com vontade de lê-lo. Ótima resenha!

Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Bianca Sampaio,

Oi flor! Pois é, quando compro um livro geralmente pulo para outros gêneros mas dei uma chance à fábula e gostei bastante! Cheia de ensinamentos, lições e frases lindas, muito bom mesmo!

Beijos!




Quequel, disse: - 22-07-2012 (17:59)

Que lindo…
Tb não sou fã do genero… mas me interessei por esse tb! :)
Bjinssssssssssssss

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Quequel,

Muito lindo Quel, como ele é fininho, a leitura flui que é uma beleza, em um dia você termina e fica com o coração bem levinho! Hehhee!

Beijos!




Ane Reis, disse: - 22-07-2012 (20:15)

Oie Jeh ;D

Ai eu acho esse livro tão fofo *-* Não sei ele me passa uma sensação de ser daqueles livros bonitinhos que a gente fica com dó quando acaba.

A sua resenha meio que confirma as minhas suspeitas, o que me deixa com mais vontade de ler ele ainda.

Adorei a sua resenha!

bjus;***

anereis.
mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ane Reis,

Oi Ane! Eu também achei muito fofo! A inocência de criança sempre me deixa com o coração mole na hora de dar estrelinhas para o livro, hehe. E os autores desenvolveram uma fábula bem gostosa, flui rápido e com mensagens maravilhosas!

Beijos!




Janna, disse: - 24-07-2012 (08:37)

Oiii Jéh, gostei mto da sua resenha, realmente parece ser um livro bem especial, e tocante, cheio de sentimentos, é gostoso ler livros assim, que te remetem a essa doçura, inocência de uma criança…espero ter a oportunidade de ler…

BjOs!!!

@jannagranado
http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Janna,

Oi Janna, quanto tempo!!! Sumimos uma do blog da outra, né? Mas espero te visitar com mais frequência! ;)

Sim, é um livro bem especial, inocente e cheio de mensagens diretas e indiretas para o nosso crescimento! Muito legal!

Beijos!




Lucas Maia, disse: - 24-07-2012 (14:06)

Realmente pelo que você falou na resenha, me aparece ser um livro bem gostoso de se ler, acho bom pegar livros assim que tenham um ensinamento, o último que li foi “A Corrente da Vida” do Walcyr Carrasco e pude aprender muito com ele.

Ótima resenha e vou incluí-lo na minha lista de livros para comprar.

Beijos, Jeh!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Lucas Maia,

Oi Lucas!
Ainda não li “A corrente da vida”, você recomenda? Eu também gosto de livros que nos faz refletir, é muito bom!
Obrigada pelo comentário e seja sempre bem vindo!
=)




Tais, disse: - 24-07-2012 (15:40)

Apesar de achar a capa lindo esse livro nunca tinha chamado muito a minha atenção, mais depois da sua resenha e dessa foto da página do livro fiquei bem curiosa para ler.
Faz muito tempo que não leio fábulas.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Tais,

Oi Tais! Eu achei muito legal a sinopse e a capa, ambos me fizeram lembrar do filme “O som do coração”, já ouviu? Mas são estórias bem diferentes…. Mesmo assim recomendo, é um livro bem curtinho e objetivo!

Espero que goste! ;*




Jessica santos, disse: - 25-07-2012 (15:02)

Own,deve ser muito emocionante!Um livro fininho porém com detalhes verdadeiros sobre o amor que muitos não dão importância!Quero ler,\o/!
:-*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jessica santos,

Oi Jeh! É uma graça, vale a pena ser lido! E como é fininho, a gente termina em um dia! Muito bom, espero que goste!

Beijos!




Jeniffer Haddad, disse: - 25-07-2012 (18:12)

Nunca ouvi falar sobre esse livro. Li a resenha e parece que a estória é encantadora. Adoro temas assim, orfão e paixão infantil, é uma fofura. Procurarei esse livro ^^

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jeniffer Haddad,

Aaah que bom que gostou Jeni! É muito fofa, vale a pena conferir! E como ele é fininho, em um dia você termina! Não é uma estória pesada, qualquer um pode ler! ;)

Beijos!




blanc, disse: - 26-07-2012 (10:31)

Gostei muito da resenha,lindaaaa!

Amei esse livro. *O*

Blanc,
Modaeeu.blogspot.com


Lucas Maia, disse: - 26-07-2012 (13:55)

Então Jeh, aconselho sim. O livro é pequeno, você ler em uma tarde, mas bem uma história linda e uma lição ótima para se guardar e aprender.

Beijos


Nati, disse: - 26-07-2012 (16:40)

Ai Jeh!
Quero tanto esse livro *-*
A leitura parece ótima e ainda mais por nos ensinar coisas tão importantes e nos fazer refletir ;)

Beijocas!


Gilciany, disse: - 26-07-2012 (19:46)

Oi Jeh, ando sumida neh amiga?
Mas cá estou outra vez conferindo suas belas resenhas.
Adorei a história, gosto de enredos que falam sobre o amor de um jeito diferente…
E me parece que este livro tem um proposta bem bacana pra falar desse sentimento tão lindo né?
Tmbm devo confessar que adoro livros curtinhos, desses em que lemos numa tacada só…Gostoso demais! =)
E a capa, nossa que lindinha. Instiga mesmo a ler a história.
Amei seu texto flor! Perfeito!
Bjão querida.


May, disse: - 27-07-2012 (15:30)

Oh, adorei o texto que eles diz sobre os 10 segredos do amor, mas não sei se gostaria do livro ‘-‘


CheiroLivros, disse: - 29-07-2012 (01:29)

Que lindo, me encantei! Só pelo título, pelo o cenário da França, ainda mais no fim dos anos 40 e o peso histórico do mundo pós-guerra… Já são os motivos certos para ler. A resenha me deixou mais do que atraída pela história, parece mesmo ser cheia de lições e mensagens fantásticas, adoro livros assim!

Quase toda vez que passo aqui o Meine tá com uma carinha nova, uma mais linda que a outra. Parabéns, Jeh, é tudo sempre lindo aqui *-*

Mih – CheiroLivros.com


Wendell Carvalho, disse: - 25-08-2012 (09:29)

Olá Jeh!
Desde que vi esse livro pela primeira vez já fiquei morrendo de vontade de ler. O que infelizmente ainda não fiz.
Eu não me interesso por guerras, campos de concentração e etc, historicamente falando, mas quando se trata de “romances” esse é o meu tipo preferido, acho que é por que ele envolve um drama maior, como “A Menina que Roubava Livros” e “O Menino do Pijama Listrado”.

Quanto aos amores, que você citou que faltou “O amor de Deus”, ao meu ver tem muitas controvérsias a esse respeito, já que ultimamente está sendo criado um preconceito sobre coisas que falam de Deus, e já são caracterizadas como auto ajuda ou livro religioso.

Assim que eu der uma diminuída na pilha ENORME de livros que eu tenho para ler, irei pegar esse, pois a cada resenha a curiosidade só aumenta.

Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Wendell Carvalho,

Oi Wendell, tudo bem??
Obrigada pelo seu comentário, gostei bastante! Então, eu já gosto bastante de livros que falam sobre guerras, campos de concentração – ficção ou não ficção.
Amei tanto “A menina que roubava livros” e “O menino do pijama listrado”, chorei HORRORES! :$

Mas aqui, por ser uma fábula, o autor não força no quesito guerra, fica por conta da sua imaginação lembrar que o enredo se passa durante uma pós-guerra. É bem light, o que ele foca mesmo são os nove amores.

Também acho que hoje em dia surgiu um preconceito em falar de Deus e quando falam, uma ironia vem junto. Acho feia essa atitude, não minto. Mas como eu priorizo muito o amor de Deus, não poderia deixar de comentar sobre isso.
=)
O livro é bem fininho, você tem ele aí? Em um dia você termina, vale a pena dar uma “pausa” na sua lista de leituras! ;)

Abraços!




@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo