categoria2 category image

O Resgate do Tigre #2 :: Colleen Houck

01 . fevereiro . 2013

O que posso dizer logo de cara? Colleen Houck é uma escritora muito espertinha! No segundo livro da série “Saga dos Tigres” fui lançada à parede para fazer uma escolha e, apesar de muitos momentos deixarem a desejar, a autora conseguiu me deixar animada e curiosa para o terceiro volume da série. Esta resenha tem mais funções para quem já leu o primeiro livro, claro. (Veja a resenha AQUI). Confiram e compartilhem suas opiniões! 😉

A resenha contém spoilers do primeiro livro.

O Resgate do Tigre #2 – Saga dos Tigres (Tiger’s Quest #2 – Tiger’s Curse Series)
Autora: Colleen Houck
Páginas: 432
Editora: Arqueiro

* Livro enviado pela editora como cortesia.
Sinopse:
Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

Crédito: Skoob

“É por isso que devemos aproveitar ao máximo nosso tempo juntos. Nunca se sabe quando alguém que você ama vai ser tirado de você.”

Vocês se recordam do final do livro A Maldição do Tigre, né? Ok, basicamente o que precisamos ter em mente é que, de um trabalho no circo, Kelsey partira numa viagem para a Índia com um tigre – que vinha a ser um príncipe indiano – e travara batalhas contra criaturas imortais, tentando juntar os pedaços de uma profecia perdida.
Após todas as aventuras ao lado de Ren e o Sr. Kadam, Kelsey sai da Índia e volta para Portland (Oregon), local que abre a história deste segundo livro. Pronta para seguir sua nova vida, sozinha (apenas com Fanindra, a cobra de ouro, como companhia e lembrança da aventura), Kelsey pretende entrar na faculdade, fazer atividades físicas e não pensar no que deixou para trás. Mas o sr. Kadam continua surpreendendo a garota com generosidade e agradecimento. Para recompensar os esforços da garota e todo o trabalho que ela desempenhou – trabalho vital, importante mencionar -, Kelsey tem à sua espera uma casa em South Dallas, um Porsche super estiloso e a inscrição na Western Oregon Univeristy. Tipo assim… o que mais Kelsey precisa? Além das aulas na faculdade, o sr. Kadam inscreveu a menina no wushu – arte marcial chinesa. Essa arte ajudará Kelsey a desenvolver melhor um equilíbrio da mente e do corpo.
Envolvida nestes projetos, novos personagens aparecem na vida de Kelsey e de repente três caras já estão afim da menina. Primeiro temos Artie, o assistente de laboratório de idiomas na faculdade; Jason, colega de classe e Li, assistente do professor Chuck, nas aulas de wushu. Devo mencionar rapidamente que os encontros com Artie (um fracasso total) e Jason (não tão ruim assim) deixam Kelsey sem esperanças de começar uma vida nova, sem Ren. Mas Li é um cara de 22 anos, muito legal, esforçado e atleta nas artes marciais e que pode levá-la a algo maior que uma amizade.
Momentos vêm e vão e, quando Kelsey dá uma chance à Li para tentarem ser amigos antes de avançar o sinal, Ren aparece à porta da casa de Mike e Sarah (seus pais adotivos) no dia do Natal.

“Eu havia deixado meu coração na Índia e podia sentir sua ausência em meu peito. Tudo o que restava de mim era uma casca vazia, entorpecida e sem sentido.”

Pronto! O amor de sua vida está no Oregon, morando na casa ao lado da sua e tudo deveria ser um conto de fadas. Mas Kelsey fica em dúvida se deve arriscar uma vida anormal com o lindo príncipe de Mujulaain ou uma vida estável com Li. E agora? Para surpresa da menina, Ren dá a ideia para Kelsey continuar com seus encontros com Jason e Li mas dar uma chance para ele ter os encontros também e, assim, de forma honesta, Kelsey escolhe com quem quer ficar. Já dá pra saber quem ganhou o jogo? 😉
Mas tudo o que é bom pode durar pouco e nesta história não é diferente: por causa de uma matéria sobre Kelsey (uma ação generosa na rua) em uma revista, Lokesh tem recursos para, finalmente, encontrar a garota. A importância e prioridade em cuidar de Kells requer a vinda de Kishan para o Oregon e, ambos os irmãos, deverão proteger a mocinha. Todos os dias, os irmãos praticam artes marciais com Kelsey, ajudando-a a desenvolver habilidades para se proteger e atacar o inimigo de frente.
O momento (in)esperado chega. Lokesh localiza o trio dentro de casa e precisam correr para a floresta imediatamente, fugir e seguir o plano B. Uma luta de tigre versus homens e aquela confusão toda. Kelsey não sabe o que fazer, quando descobre um poder do fogo em suas mãos (poder dado na Índia, durante sua aventura com Ren). Mesmo com a ajuda e poder sobrenatural, Ren é capturado pelos homens de Lokesh e a dor da separação a atinge com mais força do que a dos próprios golpes…

“Como viver com alguma coisa tão comum quando já se teve algo tão excepcional?”

Prontos para a próxima aventura, de volta à Índia, Kelsey fará de tudo para resgatar seu tigre de olhos azul-cobalto e com cheiro de sândalo. Com a ajuda de Kishan, sr. Kadam e Nilima, desvendarão profecias que os levam de volta ao Templo de Durga. Agora, muitas tarefas precisam ser cumpridas e, ao lado de Kishan, treinarão com mais afinco se desenvolverão a habilidade do fogo de Kells em busca de missão cumprida.
A profecia encaminha os personagens para diversos locais – reais e místicos – como Shangri-lá, Nepal, Tibete, Monte Everest, portão do espírito e o Paraíso. Em cada lugar, uma nova tarefa e grandes desafios. Kells parte em uma busca na qual foi enviada para ajudar toda a Índia, e não apenas os seus tigres amaldiçoados. Será que Kelsey e Kishan conseguirão alcançar seus objetivos? Durante a viagem, muitas descobertas e perguntas virão à tona.
Neste segundo livro, Colleen Houck nos entrega uma história rica em aventuras, personagens, mitos e adrenalina recheada com paixão, romance e desejo.

“‘A tragédia deve ser utilizada como fonte de força’. – Em vez de se perguntar por que isso aconteceu, talvez você devesse pensar por que isso aconteceu com você. Lembre-se de que não conseguir o que quer às vezes é um maravilhoso golpe de sorte.”

Bem, tentei ser direta mas, em relação ao segundo livro, tornou-se difícil. Como eu disse no começo da resenha, a escritora foi muito espertinha e conseguiu me surpreender – de outra forma – com os tigres. Compartilho agora as minhas impressões sobre a história.
Primeiro de tudo, apenas pela capa, conseguimos imaginar o foco da autora. Pois bem, em “O resgate do Tigre” conheceremos e passaremos mais tempo com o tigre rebelde Kishan. Ou seja, não deu pra passar despercebido uma leve coincidência com a saga Crepúsculo, em dois aspectos. Primeiro, a autora utiliza cada volume para introduzir os tigres na vida de Kelsey. No primeiro livro conhecemos Ren e nos apaixonamos por ele. Neste segundo, Kishan tem todas as luzes para si e nos apaixonados também. Segundo aspecto – e o que me irritou – foi a paixonite aguda dos dois tigres pela mesma garota. Ah tá, na verdade todos os personagens masculinos no livro se apaixonam por Kelsey, exceto o sr. Kadam e o Dalai-Lama. Sem contar naquele momento “quero-ou-não-quero” entre Kells e Kishan, os beijos e indiretas do tigre para a menina. Ponto negativo para o livro, na minha opinião. Outro ponto que quero destacar é a personalidade de Kells, que mudou de tolerante para insuportável. Não sei o que aconteceu com a menina, simplesmente me decepcionou (no primeiro livro senti até simpatia pelo drama e piadinhas dela).
Ah sim… O bacana da série é que, nos dois livros, viajamos por vários lugares, culturas e nos aprofundamos numa determinada tarefa. Neste segundo livro não foi diferente, mas o que deixou a desejar foi a escolha e mistura do misticismo no mundo da Colleen. O Paraíso, Arca de Noé com fadas, silvanos e Fauno ficou muito Nárnia para o meu gosto. Um momento específico em que eles tinham uma tarefa para cumprir e tudo foi mágico demais. Uma sensação negativa de viajou totalmente na maionese.

“Para conhecer o mundo todo, só precisei aprender sobre mim mesmo.”

Mas é claro que o livro tem seu lado positivo, tanto é que foi ele que me convenceu a dar 4 estrelas e ainda querer ler o terceiro livro (viu como a Colleen é espertinha?)! A narrativa continua em primeira pessoa, sob o ponto de vista da Kelsey; a autora revelou muitas curiosidades e mitos de outras culturas, como da China, Índia e Tibete. Lendas gregas são narradas, personagens místicos aparecem no livro e a leitura fica bem mais aconchegante. Adorei passar esse tempo com Kishan e certamente Collen nos prensou à parede para escolhermos um lado: Ren ou Kishan? Eu ainda tenho dúvidas. Enquanto um é doce, inteligente e tem o lado cultural aflorado, Kishan é violento, sexy, ardente, mas ao mesmo tempo carinhoso e gentil. Ele tem “pegada”, sabe? Rs.

“Não sou um sonhador. Sou um lutador. Sou um homem de ação e vou precisar de todo o meu autocontrole para não lutar por isso. Quando é preciso fazer alguma coisa, eu faço. Quando sinto alguma coisa, eu tomo uma atitude. Não vejo nenhum motivo para que Ren mereça ter a garota dos seus sonhos e eu não. Não me parece justo acontecer comigo duas vezes. ”

A Viagem do Tigre (Tiger’s Curse Series #3)

Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores.Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia.
No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.

Em A viagem do Tigre, terceiro volume da série A Saga do Tigre, Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada emdireção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.

Ainda vale a pena continuar a saga dos Tigres! O final é bem instigante e a curiosidade fica à flor da pele. O que me deixa intrigada é saber se a autora não forçou demais com mais de três livros para esta série. Acho que vai forçar a barra, mas posso estar enganada! E você, o que achou deste segundo livro? Já leu, pretende ler? O que espera da saga dos Tigres? Compartilhe sua opinião conosco!
Ótimo final de semana e até o próximo post!

Collen Houck

Collen Houck é uma leitora voraz que adora livros de ação, aventura, ficção científica e romance. Estudou na Universidade do Arizona e trabalhou como intérprete de língua de sinais durante 17 anos. Ela mora em Salem, no Oregon, com o marido e um tigre branco de pelúcia.


Site da autora | Site da Arqueiro


• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 24 comentários nesta postagem" •

Jessie, disse: - 01-02-2013 (18:28)

Jeh *-*

Eu sou uma fã dessa série desde que li o primeiro livro, simplesmente me apaixonei por ela e não tem nada que me faça largar! kk

Bom, eu concordo nas semelhanças com Crepúsculo, mas como eu já disse que sou fã da Tiger’s Saga e tenho antipatia por Twilight não assossio uma a outra de jeito nenhum kk

Em “A Maldição do Tigre” eu só tinha olhos pro Ren e não gostava muito do Kishan, mas aí veio esse livro e me deixou completamente apaixonada pelo príncipe mais novo TAMBÉM!

Bom, eu gostei MUITO do terceiro livro, tanto que não resisti e acabei comprando o ebook de Tiger’s Destiny e li e chorei e chorei e chorei porque o final é genial, mas muito triste.

Parando de viajar um pouco, eu também achei esse livro o bastante viajado, quase caí pra trás com o poder de raio da Kells, mas fiquei tão presa a ele que nem isso foi o suficiente pra tirar as cinco estrelinhas e o coração de favorito do skoob kkkkkk

Por incrível que pareça eu fui gostando mais e mais da Kelsey conforme a série evoluia, mas quase morri de ódio dela em algumas passagens do terceiro e quarto livros, só pra variar!!

Eu AMEI a sua resenha, deu muita vontade de reler o livro (eu estava relendo o primeiro uns tempos atrás), mas como ele não está comigo vou sofrer um tiquinho antes de poder reler O Resgate do Tigre de novo ):

Enfim, chega! já escrevi um livro inteiro aqui kk
Beijos sua linda

Jessie
http://www.lendoecomentando.com

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Hahahaha, Jessie, ri demais com seus comentários no twitter! Adorei ler seu comentário, uma fã incondicional dos Tigres, né?
=D
Então, acho que quando nós somos loucamente apaixonadas por uma série fica difícil ver semelhanças com uma outra série que não gostamos. Eu, por exemplo, AMO Hush Hush e se alguém comparasse com uma série que eu não fosse fã, chamaria de louco(a). Hahahaha.
Mas eu notei essa semelhança no quesito separação de livros: dedicar um livro para um protagonista e o segundo para outro. E, claro, o triângulo amoroso, as dúvidas ridículas de Kelsey, o fato de Kishan ser mais “caliente” que Ren. Em ambas as séries, pelos livros, dá pra ver essa semelhança!

O terceiro livro tá me deixando curiosa no sentido de “e agora, o que a autora vai focar?” Não quero esse triângulo amoroso persistindo nos próximos livros, acho que Kelsey já tem noção de quem ela quer. Se ela não sabe, no terceiro livro deve estar mais insuportável ainda (não gostei dela nem um pouco no segundo livro).

O final é triste? Ai gente, só me falta um dos tigres – ou os dois – falecerem. Ou então o sr. Kadam? Mais trágico ainda!! Gosto desse senhor e queria um tio assim =)

Enfim, obrigada pelo comentário e pela opinião flor! Aaah é uma série gostosa de reler mesmo, mas o segundo, acho que ficaria com receio (pularia do primeiro para o terceiro, talvez).

Beijos amoreco! ;*




David, disse: - 01-02-2013 (20:00)

Ah como eu quero ler esses livros! Eu necessito dessa coleção, mas tem tantas outras q eu eu quero D: O que se fazer quando não se sabe qual é a melhor? D: Dúvida mortal

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Hahahaha, então corre Davi, porque vai virar filme também! Tá, não é só por isso que você precisa ler, mas é porque é boa mesmo!
O primeiro livro esteve na promoção por R$ 9,90 no Submarino – foi o que uma leitora me contou. Fica de olho nas promos, quem sabe você começa a leitura antes do esperado? 😉

Beijos!




Thaiane Nobre, disse: - 01-02-2013 (22:30)

É aquilo, né… toda série (quase todas) tem sua maldição do segundo livro, tem sempre uma besteirinha desnecessária para enrolar… rs

Sou daquelas que dizem não julgar um livro pela capa… mas bem que se a capa for muito da sem graça, eu perco todo o encanto pelo livro e nem sinto vontade de ler, sabe? 😡
Mas as capas dessa série são MARAVILHOSAS e falam tãão bem… que só me da vontade de compra-la o mais rápido. Apesar de não poder, e ter que me segurar para a bienal – Ai, ai, Setembro. Chegue logo!! \o/ – tenho taaantos livros para ler, tantas séries para terminar e outras para começar… que ta me dando até tristeza cada vez que olho para minha estante, acredita?

Ando com ressaca literária. =(

Vi no filmow que esse tbm vai virar filme, né?! Mais um para eu correr contra o tempo… rs

Beeijos, Jeh! =*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Realmente Thai! Mas acho que não são todas as trilogias/séries que enrolam tanto assim. Por exemplo, eu AMO “Hush Hush” e não achei o segundo livro ruim, pelo contrário, gostei mais do que o terceiro, acredita??
Nesse caso da Colleen ficou muito parecido com a saga Crepúsculo. 😡

Eu não sei se julgo um livro pela capa, mas a capa tem que chamar minha atenção para que eu possa, pelo menos, folheá-lo. Essas capas são lindas mesmo, mas o que me fez lê-los é a lenda exótica em volta do mundo indiano, esse lado diferente do nosso, sabe? Isso deu um tchan na história. As aventuras são super legais, deixa qualquer um ávido por mais! \o
Nem me fale, setembro venha logo por favor!! \o Até que estou me segurando bastante nas compras, espero que na Bienal continue assim. Parece que muitos escritores aclamados comparecerão na feira esse ano – como a Jamie McGuire, que você pirou o cabeção, hahaha!

Pois é, um filme dessa série será maravilhosa!! Espero que não “caguem” em cima dos atores, hehehe.

Beijos!




Jaira Costa, disse: - 01-02-2013 (23:38)

Oi, flor

então todo mundo fala mega bem dessa série..mas nunca tive vontade de ler…mas de tanto falarem a vontade bateu rsrsr e eu achei uma promoção boa no submarino, comprei o primeiro livro por 9,90 \o/ então logo vou ler e ver o que acho desses tigres….eu amei as capas, são bem bonitas

bjiss

Jaira

Livros e Versos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Jaira, tudo bem?
*-*
Sério que nunca teve vontade de ler? Nossa, eu achei super diferente essa história de tigre amaldiçoado da Índia. Acho super legal, a Colleen apresenta umas lendas e mitos super exóticos pra gente! \o
R$ 9,90 no primeiro livro?!?!?! Não creio!?!?!? Poxa, perdi essa chance pra sortear aqui no blog =(
Mas leia sim e depois me conta o que achou!
😉

Beijos!




Lucy, disse: - 02-02-2013 (12:21)

Terminei de ler hoje e devo dizer q nossas opiniões são mto parecidas! Menina, a Kelsey se tornou mais chata do que antes! hahaha Eu não consegui simpatizar mto com ela, achei mto drama queen, mas nesse livro ela se superou!
Mas eu gostei da parte da aventura em Shangri-la. hehehe
Sim, tb acho que ainda dá pra acompanhar a série. Mas suspeito que além de ter o famoso triângulo amoroso, teremos o fator mocinha Mary Sue. Argh!
bjos bjos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Lucy!
Que coincidência né? E é bom terminar de ler um livro e já encontrar resenhas sobre ele! =)
Menina do céu, como essa Kelsey me irritou desde o primeiro capítulo! Achei estranho essa mudança de personalidade. No primeiro era chatinha mas conseguia tolerá-la. Agora neste segundo, pelo amor de Deus! -.-‘ Hehehehe.
A aventura em Shangri-la foi bacana, mas a partir do momento que eles tinham 4 desafios a enfrentar. No momento que estavam com as fadas, silvanos, achei pônei colorido demais… 😡

Será que ainda terá o triângulo amoroso no terceiro livro? Aff, já chega, deu pra entender a mensagem e agora quero mais aventuras! \o

Beijos!




Amanda Faustino, disse: - 02-02-2013 (18:26)

Eu amei o Kishan nesse livro, e agora sou team Kishan, rs. Já li o terceiro e gostei muito. Essa é uma das minhas séries preferidas.

Beijos,
Mandi – Book and Cupcake.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Hahaha, sim Mandi, justamente por Kishan ser exaltado neste livro, a gente fica com um sentimento de Team Kishan! Mas eu ainda prefiro Ren, talvez por ele ser mais “tímido”, mais na dele. Kishan é mais fogoso, né? Hehehe!
O terceiro é bom? Ufa, que ótimo! Estou pensando no que a autora vai focar dessa vez…

Beijos!




May, disse: - 03-02-2013 (15:07)

Como eu não li o primeiro livro, preferi não ler a resenha do segundo, com medo de spoilers, mas quero muito ler essa trilogia! <3

Beijinhos,
May :*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Ah com certeza May!
=D
Você tem vontade de ler essa série? É muito boa viu! Você vai, no mínimo, adorar!

Beijos!




Folhas de Sonhos, disse: - 03-02-2013 (17:46)

Quero muito ler essa série, deve ser muito gostosa de ler…

Postei, depois de muito tempo, nova caixinha artesanal que fiz. Vem veeer…

Luciana
http://folhasdesonhos.blogspot.com

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Lu!!
Com certeza, as aventuras tornam o livro viciante! Ficamos à espera de novos desafios e a autora consegue nos prender à todos eles! Espero que você goste!

Pode deixar que eu vou visitar o Folhas de Sonhos sim! =D
Beijos!




Rayra Mirelem, disse: - 03-02-2013 (23:06)

Ainda não li nenhum livro dessa série, mas tenho muita curiosidade em relação a eles.
Acho a capa desse livro super linda :)

Beijos, Rayra Mirelem
Books Lovely

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Rayra!
Tudo bem? Poxa, é uma série muito bacana, diferente por causa do misticismo da Índia, uma cultura bem exótica e lendas bem bacanas! Espero que goste dos livros também!
;*




Elizia, disse: - 04-02-2013 (10:49)

Conhecia o primeiro livro, mas confeço que não sabia do segundo. Estava mesmo esperando por uma continuação =) Gostei demais do que li e com certeza vou ler a continuação. Beijinhos.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Oi Eli!
Pois é, essa saga tem 4 livros até agora. Não sei se a Colleen trará mais alguns, espero que não. Acho que quatro já basta, né? Hehehe. Espero que você goste da saga também!
Beijos!




jhulia, disse: - 17-03-2013 (09:47)

Espero de verdade que Kells fique com a Rem .Pelo primeiro livro da pra perceber a afeicao que os dois tiveram.
O tigre de olhos azuis deixa a desejar no primeiro livro de nao corer atras da pessoa amada.!


Juliana, disse: - 13-04-2013 (16:21)

Apaixonada pelos meus tigres!!!!!!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Hehehe, então fique de olho que esta semana sai novidade sobre os tigres aqui no blog Ju!!
<3

Beijos e boa semana! ;*




maria fernanda lima, disse: - 27-11-2013 (20:34)

Quando você irá ler o terceiro e quarto livro? Adorei ler a sua resenha nos dois anteriores. Queria acompanhar nos próximos. Sim! tenho um novo para indicar! Só que esse é mais adequado para meninas dos anos 80 rsrsrsrssr! Bridjet Jones – Louca pelo Garoto!


@blogdimoca no Instagram!

:: Di Moça :: Colecionando sonhos! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Design por Jeh Asato