categoria2 category image

O amor dá uma segunda chance :: Juliana Ferreira

01 . agosto . 2012

É com muito prazer e alegria que compartilho minha opinião sobre o livro da autora-amiga Juliana Ferreira, O amor dá uma segunda chance. Uma estória sobre perda/perdão, mudanças, esperança, amor (claro) e fé que envolve nosso coração com abundância. Confira a resenha!

O amor dá uma segunda chance
Autora: Juliana Ferreira
Páginas: 344
Editora: Dracaena

* Livro enviado pela autora como cortesia.
Sinopse:

Duas vidas, duas perdas, duas reações diferentes. Ailli Tecknovs, é uma linda jovem de 20 anos, os pais, sempre trabalharam no ramo da moda. Ailli cresceu em um lar onde tudo era rico, onde tinha tudo, ela era fútil até conhecer Oliver. Um rapaz pobre que não vivia no mesmo mundo e realidade que ela, um amor impossível acontece e é interrompido pela morte. Agora Ailli é uma pessoa diferente, Oliver foi o responsável pela mudança. Mas Ailli está sem rumo, sem chão, ela amava Oliver. Quando Ailli se muda de Dublin para Letterkenny uma cidade do Condado de Donegal ela percebe que talvez depois de dois anos de sofrimento sua vida mude. Ao conhecer três pessoas, Ava, Peter e Abraham. Os três principalmente Abraham vão doar um raio de sol para a escuridão de Ailli. Abraham sentiu na pele o que é perder alguém mas através dele Ailli percebe que tudo o que acontece tem um porque. E que para todas as coisas existe um tempo determinado.

Crédito: Skoob

Você já deu uma segunda chance para o amor? Quando penso em segunda chance, também penso em terceira, quarta e quinta. Afinal de contas, que coração nunca foi quebrado? Mas a proposta da autora Juliana Ferreira é totalmente diferente. Porque às vezes perdemos pessoas importantes – que ocupam um lugar especial no coração – e são levadas deste mundo para outro.
Ailli é uma garota de 20 anos que perdeu seu namorado, Oliver, há dois anos, por uma doença no sangue (não especificada pela autora). Agora Ailli precisa viver com esse espaço vazio no coração, o que torna tudo mais difícil. O que fazer quando a vontade de viver não existe mais? A vontade de sorrir, de ir à Igreja, encontrar pequenos detalhes que torne o seu dia melhor que o outro?
Indiferente com a vida, Ailli se muda para Letterkenny (um pequeno condado de Donegal – Irlanda) com os pais, Trevor e Alin. Mas o que a garota não sabe é que está prestes a formar um vínculo fortíssimo com seus novos vizinhos: Peter, Ava e Abraham.
Não tão diferente de Ailli, Abraham também perdeu uma pessoa muito especial: seu pai. Ao lado de sua mãe, Abraham sabe das responsabilidades depositadas em suas mãos. Com sua fé em Deus e a perseverança, Abraham assume agilmente a fazenda do pai.
Ainda que Letterkenny seja um condado pequeno, sem muitos acontecimentos extraordinários, é neste cenário que Ailli vai encontrar as mudanças necessárias para sua vida. Os novos amigos lhe oferecerão uma nova perspectiva de vida, um novo ângulo pelo qual vale a pena olhar e viver.
As lembranças de Oliver são contínuas, constrangedoras para Ailli. Enquanto a garota não restaurar a fé em Deus, as mudanças não acontecerão. O reverendo Thomas está entusiasmado em ajudar Ailli, seja qual for o motivo de sua “descrença”.

Juliana Ferreira apresenta um mundo muito gostoso de pertencer, mesmo que por algumas páginas, levamos a mensagem por muito tempo no coração literário. Somos impulsionados por personagens carismáticos, sensíveis, inocentes e até brincalhões. Resumidamente, cada personagem apresenta seu “drama”, passado e novos planos. Narrado em terceira pessoa, o livro entrega acontecimentos surpreendentes – só lendo para descobrir, não estragarei surpresas! – e nos aproxima da verdadeira intenção da palavra acreditar.

Algumas situações deixaram a desejar durante a leitura, como os erros ortográficos. Seria interessante uma nova revisão do livro. Em outros momentos, senti que os personagens entravam em divergência sem uma explicação para tais acontecimentos, o que me deixou um pouco confusa (era a intenção da autora ou não?). De uma passagem para outra, um espaço em branco tomou conta e tornou alguns acontecimentos muito rápidos (o famoso de uma hora para outra). Mas são pequenos detalhes que não menosprezam o livro! Talvez, algumas pessoas que não acreditam em Deus – por exemplo – tenham dificuldades em progredir na leitura. Mas vale a pena dar uma chance, a autora não “força a barra” neste tocante! Em suma, creio que o objetivo da Juliana foi alcançado e apreciei muito as mensagens transmitidas pela história!

Mensagem para Juliana Ferreira

Ju!! Uepa, você encontrou o recadinho especial para você! Florzinha, quero agradecer imensamente pela oportunidade maravilhosa que você me proporcionou com “O amor dá uma segunda chance”. Me encontrei em diversos momentos dentro da história. Você sabe algumas coisas que tenho lidado diariamente, e em alguns momentos, Ailli também teve que passar. Também me inspirei em decisões e palavras dos personagens, muito obrigada!
Que Deus continue te abençoando e que seu trabalho mude de forma positiva, a vida de muitos leitores! Um grande beijo no seu coração!

Espero que tenham gostado! Quem teve a oportunidade de ler este livro, compartilhe conosco sua opinião também! Será um prazer ler o seu parecer! ;)
Um beijo e até o próximo post!

Juliana Ferreira

Juliana nasceu um dia depois do ano novo, ainda está aprendendo a criar mundos e pessoas, é autora de dois livros de drama publicados. É apaixonada por livros, música e fotografia. Mora no Rio de Janeiro (no sul do Rio). Antes de ser escritora, era bailarina clássica. Clique no site da autora e saiba mais sobre seus livros.


Blog da autora | Site da Dracaena


• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 25 comentários nesta postagem" •

Glauber Minghetti Ribeiro Soares, disse: - 01-08-2012 (10:41)

Adorei o seu blog é super massa! Muito bom mesmo!

paranoiadasideias.blogspot.com


Quequel, disse: - 01-08-2012 (10:46)

Amiga …
Quero ler, quero ler!! :)
Adorei a fotinho.. muito legal !!!
Até mais !

Bjinsss


May, disse: - 01-08-2012 (16:40)

Que interessante a história desse livro, um tema que é um pouco batido, na minha opinião, mas que de jeito nenhum deixa de ser comovente, quando o autor sabe como abordar o assunto!

Beijinhos,
May :*


Aione Simões, disse: - 01-08-2012 (17:20)

Oi flor!
Eu também super sumi daqui né? Mil desculpas, fui viajar em julho e agora já estou na correria de novo!
O livro parece ser bem bonito e a autora está de parabéns por conseguir transmitir bem sua mensagem, acho esse um dos principais pontos em um livro! Ainda que alguns pontos tenham deixado a desejar, eles não parecem prejudicar muito a leitura.
Vamos nos conhecer na bienal com certeza, Jeh!! Estou doida pra conhecer você, flor! Quando você vai? Estarei lá com certeza nos dois sábados e talvez no dia 19!
Beijão!


Amanda Faustino, disse: - 01-08-2012 (20:32)

Eu fiquei curiosa em relação a esse livro quando eu olhei pra capa dele um tempo atrás. Linda.
Agora estou com vontade de ler o livro, parece ser muito legal. E é nacional… Adoooooro!

Beijos,
Mandi – Book and Cupcake.


Thaiane Nobre, disse: - 01-08-2012 (20:49)

Nossa, me deu uma vontade tão grande de ler esse livro… diferente, sei la. Parece mesmo ser muito interessante e algo bem sensível. Gostei! :)

Beijos.


Gabriela Wegner, disse: - 01-08-2012 (21:33)

Oi, Jeh.
Adorei a temática do livro.
Eu, apesar de nunca ter perdido alguém muito próximo, sei como é difícil e esse deve ser um livro que toca bastante ao coração do leitor.
Achei legal também por esse fato da fé em Deus, não é muito fácil encontrar romances que toquem nesse assunto, que é um pouco delicado, e que sejam realmente bons.
Olhando a capa do livro não imaginei que ele falava sobre isso.
Parabéns pela linda resenha.
Beijos.


Juliana Ferreira, disse: - 01-08-2012 (21:40)

Ain!!! Fiquei tão feliz pela resenha! Mas não sabia mesmo que tinha tantos erros ortográficos! Pensei que só haviam dois, mas enfim, da próxima a gente corrige. Obrigada pela resenha tão linda e delicada Jeh!!!
Beijão!!


Camila Leite, disse: - 02-08-2012 (09:19)

Eu estou com muita vontade de ler este livro, a Ju é um amorzinho e acredito no potencial dela.
Ela vem sempre tentando nos passar alguma mensagem através de seus escritos, isso acontece em Minhas Lembranças também e apesar de tudo, ela está seguindo no caminho certo.
Camila Leite

@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.com


Sandro Honorato, disse: - 02-08-2012 (09:54)

Bom dia Jeh :)
Como esta?

Nossa,já dei umas 500 chances ao amor mas sabe como que é,nem sempre somos retribuídos kkkkkk

Mas gostei da resenha,acho que foi a primeira resenha que li desta obra :O

Beijos e cuide-se


Tais, disse: - 02-08-2012 (17:05)

Muito bonita a capa desse livro e essa foi a primeira resenha que leio sobre ele.
A história parece ser muito bonita uma pena que ele não tenha sido bem revisado e tenha tantos erros né?
Isso também me incomoda.

ps: Estarei na Bienal no dia 11 e quero te conhecer hein?

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br


Gilciany, disse: - 03-08-2012 (07:41)

Oi Jeh! Bacana saber que um amigo próximo conseguiu realizar seu sonho e publicar uma obra. É realmente muito tocante.
Achei válida a vontade da autora em escrever sobre este assunto. Afinal, todos aqueles que perdem alguém especial, de uma maneira ou de outra, sentem que a vida parou no tempo e recomeçar, parece algo muito difícil de se pensar não é mesmo?
Acho importante as ressalvas que vc mencionou, afinal servem para uma melhoria da obra e foram muito bem colocadas.
Gostei muito do seu texto!
Um beijo grande querida e sucesso à autora! =D


Ane Reis, disse: - 03-08-2012 (09:53)

Oie flor =D

A história parece ser bem bonita, e ao mesmo tempo triste. Acho que lidar com a perda de alguém que amamos é sempre dificil em qualquer idade.

Mas a vida é feita de recomeços e sempre devemos dar uma chance não só para o amor, mas para nós mesmos.

Linda a sua resenha *-* Parabéns!

bjus;***

anereis

mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary


Hangover at 16, disse: - 03-08-2012 (13:41)

Eu amei a capa, e amei sua resenha. É um livro que com certeza nos transmite até lições de vidas, aprender a lidar com superações, e principalmente acreditar, se você quiser conseguir seguir em frente. Adorei mesmo, e já entrou na minha lista!

xx carol


Hangover at 16, disse: - 03-08-2012 (13:41)

Eu amei a capa, e amei sua resenha. É um livro que com certeza nos transmite até lições de vidas, aprender a lidar com superações, e principalmente acreditar, se você quiser conseguir seguir em frente. Adorei mesmo, e já entrou na minha lista!

xx carol


Ariane, disse: - 03-08-2012 (18:51)

Adoreii a resenha… fiquei com vontade de ler, eu queroo!!! ehehehe


Lidiane Andrade, disse: - 03-08-2012 (21:48)

Eu gostei da história do livro, só não daria prioridade na leitura se eu estivesse com o livro em mãos… A capa é lindíssima!


Maria Silvana, disse: - 04-08-2012 (00:41)

Oie, Jeh |õ|
como sempre fez um belo post.
E gostei dessa novidade até então não conhecia esses livros, e gostei do que resenhou, já vai pro meu skoob :p
espero ter oportunidade de estar lendo em breve.
beliscões carinhosos


Babi Dewet, disse: - 05-08-2012 (04:01)

Amo a capa desse livro! Sempre tive vontade de lê-lo pela capa hahahaha amei saber direitinho do que se trata =)


Geê, disse: - 05-08-2012 (11:41)

Me lembrou um pouco a Lenie, de O Céu Está em Todo Lugar essa personagem.
A história parece ser bonita e tocante, mas não estou muito animada. :(


Felipe Santos, disse: - 05-08-2012 (12:07)

Olá Jeh, como vai? Bem, acho o título sensacional, mas a capa não me agrada. Gostei da essência da história e penso que não verei os pequenos pontos negativos apresentados por você como um problema caso o leia. Outra coisa que me chamou muito a atenção foi você dizer que nos aproxima a realidade da palavra “acreditar”, deve ser fantástico então, porque para mim essa palavra significa muito e tem um peso todo especial. Gostei bastante da resenha, parabéns Jeh!

Beijos,
Felipe
http://ahoradolivro.blogspot.com.br/


'raah, disse: - 05-08-2012 (17:18)

ooi (:
Eu gostei da sua resenha. É uma história de superação, e acho que faz até bem ler livros assim, é uma lição para ser usada,rs. Me interessei *-*
Beijos :*


Ceile, disse: - 08-08-2012 (15:40)

Eu tenho este livro tem um tempo, e pelo jeito que vc falou, é bem fácil identificar o estilo da Juliana. Já li Minhas Memórias e apesar do enredo diferente, as mensagens, as perdas, o recomeço é comum e sei bem como ela escreve bem disso.

Eu li só as primeiras páginas deste livro e acabei chorando por conta da despedida do namorado da Ailli. Achei bem triste esta parte e acabei parando pra ler outras coisas, pq tinha acabado de ler Minhas Lembranças e ele é bem triste, melancólico.

Beijos!


Samuely B B L, disse: - 05-02-2013 (22:17)

Jehhh!

Estou pra ler esse livro há um tempo do book tour da Ju. (ela vai me matar, pq ainda não tive tempo de começá-lo).
Acho que a temática não vai me agradar, mas gostei muito do livro anterior dela que era bem sutil e mais de fantasia.

Bjo


Roberta, disse: - 19-02-2013 (07:44)

Estou com muita vontade de ler esse livro, depois de ler essa resenha.
bjs


@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo