categoria2 category image

Delírio :: Lauren Oliver

11 . maio . 2012

Não. Você não está delirando: o Meine Liege voltou com uma resenha fresquinha!! Yeah! #osanjoscantam.
Apesar de o livro já não ser mais “fresquinho” – muitos blogs já o resenharam – para o Meine Liege é um avanço! Eu estava numa ressaca literária bem chatinha e – com as crises de pânico – acabei me afastando do blog e dos livros.
Quero agradecer a todos vocês pela infinita paciência e vamos conferir um livro que se tornou um dos meus favoritos? ;)

Delírio (Delirium)
Autora: Lauren Oliver
Ano: 2012
Páginas: 352
Editora: Intrínseca

* Livro enviado pela editora como cortesia.
Sinopse:

Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Crédito: Skoob.

Acho muito legal a dinâmica que os livros exercem em nossas vidas. Quando eu me encontro em um estado emocional descrito em um livro, já penso “Uau, alguém já se sentiu assim. Isso significa que eu não sou exclusiva!” e fico super aliviada. E também fico super feliz quando um livro vem com algumas dicas ou respostas para algo que a gente imaginava ser totalmente diferente do que esperávamos. Foi o que aconteceu com Delírio, primeiro livro da série de Lauren Oliver.
Quando eu li a sinopse do livro, pensei na hora “pronto! É exatamento isso que eu preciso! Um livro que trate o amor como uma doença e que precise de cura!”. Eu estava e estou passando por uma situação que incomoda lá no âmago da alma: a tal da saudade. E ler um livro que fosse me mostrar exatamente o que eu esperava – que o amor era uma doença – talvez me traria um sentimento de força. Mas a gente sempre se surpreende…

Magdalena – ou para facilitar, Lena – é uma garota de 17 anos que vive em Portland, nos EUA.
Pois é, eu também fiquei surpresa quando li que a estória se passa em uma cidade normal, um país já conhecido e nada “Alice-no-País-das-Maravilhas”.
Lena mora com seus tios, Carol e William, e suas primas Gracie e Jenny. Uma personagem que tem uma vida normal a não ser por um motivo: ela ainda corre risco de morte.
Há 64 anos, o presidente e o Consórcio indentificaram o amor, ou amor deliria, como uma doença e há 43 anos que os cientistas descobriram a cura!
Sabe esse sentimento delicioso que você tem quando vê aquela pessoa que mexe com seu mundo? Você soa frio e quente, parece que uma gaiola cheia de passarinhos foi aberta dentro do seu coração porque ele bate muito rápido; você perde o foco no seu dia a dia e o que você mais espera é o momento de poder falar/ver essa pessoa. Um sorriso enorme se abre no teu rosto, parece que você tem um cabide moldurado em sorriso. Rs. Qualquer coisa que vocês conversem te deixa bobinha(o) e tudo parece melhor. Legal, né? Mas para o país, isso era uma doença que deveria ser erradicada!
E não apenas por isso: o amor também te faz delirar, perder o apetite, perder o equilíbrio e a razão em determinados momentos e até nos momentos mais importantes. Tanto a beleza do amor quanto a falta dele eram riscos à saúde e bem estar da população. E a cura foi encontrada.

Aos 18 anos, um cidadão era obrigatoriamente avaliado e passado por uma intervenção – um tipo de cirurgia que resultaria na ausência do amor – e também num pareamento – o cidadão teria uma lista de pessoas que teriam compatibilidade para casarem, viverem juntos, construirem uma família, etc. Coisa mais estranha, né?
Mas não para Lena. Pelo contrário, ela não vê a hora de chegar aos 18 anos e finalmente passar pela intervenção. Já ouviu muitos casos terríveis das consequências do amor e nunquinha quer passar por isso na vida. Já não basta seu próprio passado relembrá-la da própria mãe, que se suicidou por causa da doença. Lena precisa se livrar de tudo isso, urgentemente.

No dia da sua avaliação, Lena e sua melhor amiga Hana, estão em frente ao laboratório, prontíssimas para passarem no exame e seguirem o próximo passo. De todos os rumores, Lena se preocupa com o que aconteceu com sua mãe: passou por três intervenções e ainda assim, não foi curada. Será que isso aconteceria com ela, também? Não, por favor, não.
Uma sociedade distópica totalmente organizada, com os cidadãos vivendo suas vidas de forma metódica, sem saudade, sem medo, sem paixão e sem qualquer euforia que leve qualquer pessoa a um desastre.
Mas durante a avaliação de Lena, algo extremamente inesperado acontece: várias vacas malhadas invadem as salas do laboratório, vestidas com camisolas e perucas e dizeres CURA, NÃO. MORTE.
Deu para perceber que, mesmo a sociedade seguindo à risca as novas regras do governo, existem os “simpatizantes”, “resistentes” e os Inválidos. Resumindo: são pessoas que não concordam que o amor é uma doença. São pessoas que vivem a favor deste sentimento, não passaram pela intervenção e vivem na Selva – um local abandonado pela sociedade, além das cercas elétricas que rodeiam a cidade de Portland.

Lena fica atormentada. Como aquilo poderia ocorrer no dia de sua avaliação? E pior ainda: as dúvidas que começam a surgir em sua cabeça abraçam-na com força quando ela conhece Alex, um garoto que trabalha no laboratório. Através deste contato instantâneo, Lena vai descobrir que o mundo tão perfeito, na verdade, é uma tremenda ilusão…. Será que devemos confiar em tudo que nos é oferecido?
“- Sabe que não é possível ser feliz a não ser que às vezes se sinta infeliz, certo?”

Tá bom, chega, acho que falei demais. Galera, eu não consigo expressar no quão forte esse livro me impactou. Apesar de ele ser considerado uma distopia, eu me foquei na “doença” e nas divergências que ele causou nos dois mundos: Em Portland e na Selva.
Além disso, a autora aborda assuntos como a opressão do governo, a irracionalidade das pessoas com maior poder para lidar com as pessoas “não-curadas” e as mentiras do governo escondidas sob pele de cordeiro.

Como eu disse no começo do post, me interessei muito pela sinopse porque esperava encontrar em Delírio todos os motivos para considerar o amor uma doença. Sendo bem sincera, eu queria ver o amor como um problema na vida das pessoas e não o contrário. O problema é que, quando a gente está machucada – seja por causa do coração partido, um amor não correspondido, o amor platônico, etc – é mais difícil vermos o amor como algo positivo. A gente está à mercê do desespero, é essa a verdade. Mas Lauren Oliver soube me conduzir pacificamente para um olhar que eu não esperava!
Durante a leitura me identifiquei totalmente com Lena. Tenho certeza que, para quem leu Delírio, Lena é o tipo de personagem que você gostaria de dar umas bofetadas na cara para ver se acorda e se decide sobre o que fazer da vida, seguir seu objetivo e pronto. Mas eu posso afirmar que Lena é o tipo de garota que teria crise de pânico. Que coisa, não? Pois é, uma pessoa que tem crise de pânico vai se identificar muito com Lena. Uma garota cheia de dúvidas, indecisa, quer-e-não-quer. Esse foi o primeiro ponto que me identifiquei no livro.

Quando Lena conhece Alex, algumas verdades vão surgir à tona e novamente Lena vai ficar indecisa. Indecisão é a palavra que define Lena. Mas só quando ela descobrir quão bom pode ser a doença amor deliria seu mundo vai mudar. Outro ponto bem interessante é que cada um vai focar sobre um tema descrito no livro. Eu me foquei no amor e todo o romance que deu um “tchan” no livro. Você pode ser conquistado pelo sistema organizacional que a autora criou em Portland, nas regras, nos livros para curados sobre a doença (Shhh.), a nova hierarquia e como a sociedade vive essa vida “controlada”.

Galera, sério, eu chorei lendo esse livro. A autora segurou na minha mão, como alguém que não quer nada – só me mostrar umas flores no quintal – e quando eu vi já estava em um jardim imenso cheio de todos os tipos de flores. E só quando eu terminei o livro que fui ver aonde eu realmente estava.
Eu acho bem complicado falar de um livro que nos faz dizer apenas: OMG, OMG, lindo, perfeito, meu favorito! #descabela. Mas o que posso dizer é que eu me apaixonei por essa distopia, simplesmente por saber que, mesmo em um mundo totalmente diferente da realidade – apesar de encontrarmos muitos fatores aplicados nos dias atuais, infelizmente -, o amor ainda vale a pena. Entende? Não importa se você foi machucada um milhão de vezes, pela mesma pessoa ou por pessoas diferentes; sempre vai valer a pena!

A message to Lauren Oliver

{mais…}

Um beijo para todos e não percam a oportunidade de ler Delírio!

Lauren Oliver

Lauren Oliver vem de uma família de escritores e por isso sempre acreditava (erroneamente) que passar horas na frente do computador todos os dias, meditando sobre a diferença entre “rindo” e “rir”, é normal. Ela sempre foi um leitor ávido.
Ela freqüentou a Universidade de Chicago, onde ela continuou a ser o mais prático possível, formando em filosofia e literatura. Após a faculdade, ela participou do programa do MFA na NYU e trabalhou como assistente do mundo, pior, editorial e editor assistente de apenas marginalmente melhor, em uma grande editora em Nova York. Suas contribuições principais carreira durante este tempo foram desrespeitando o código de vestuário corporativo, a cada passo possível e repetidamente quebrar a impressora. “Antes que eu vá” é seu primeiro romance publicado.

Site da autora | Blog da Intrínseca


• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 67 comentários nesta postagem" •

Juliana Ferreira, disse: - 11-05-2012 (00:34)

Own Jeh!!!! Adorei a resenha e a sua paixão se mostrou nela! O livro realmente é o tipo que a gente só consegue dizer OMG! Eu também amei Delírio, aliás, só li por ter sido escrito pela Lauren, desde ”Antes que eu vá” me apaixonei pela delicadeza dela, ela é uma autora brilhante! Me inspiro demais nele e espero desesperadamente por Pandemônio. Beijokas!

@Juliana_Barnes
http://escritasobreatela.blogspot.com/

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Juliana Ferreira,

Obrigada Juh! Olha, não esperava tanta paixão por uma estória! Talvez por eu ter sido pega de surpresa, esperando uma coisa mas recebendo outra melhor ainda! Huhuhuh! Ainda não li “Antes que eu vá” mas depois de ler Delírio, me apaixonei por Lauren Oliver!! \o

Vamos aguardar Pandemônio!
;*




Quequel, disse: - 11-05-2012 (04:10)

Eu quero !! Eu quero !!!
Nossa q resenha amiga … adorei !

É a minha ressaca parece estar passando…
Finalmente terminei o q eu estava lendo.. e espero manter um ritmo agora!

Bjinsssssss

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Quequel,

Quel, tenho CERTEZA que esse livro te tira de vez da ressaca literária! A Lauren escreve de uma forma muito bacana, os personagens são bem desenvolvidos, eu simplesmente recomendo!!

Ainda preciso ler o documento que você me mandou por e-mail, desculpa pelo atraso… :x

Beijos!




Tais, disse: - 11-05-2012 (07:20)

Simplesmente AMEI a sua resenha *.*
Você conseguiu transmitir através dela exatamente como o livro é o que ele transmite.
Eu adorei esse livro e estou doida para que a Intrínseca publique logo a continuação.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Tais,

Eba, eba!!! Obrigada Tais! Não sei se é o momento de nostalgia e decepção amorosa que se apossou de mim, mas Delírio conseguiu devagarzinho me tirar desse torpor, sabe? Lembrar de coisas boas e até identificar muitas distopias na sociedade atual. Gosto de ter essa chance de trazer uma estória para a minha vida, o mundo em que vivo! HUhuhuh!
\o
Vamos esperar por Pandemônio!!

Beijos!




Lucy, disse: - 11-05-2012 (08:49)

Oi, Jeh! Nossa, não foi só você quem sumiu com ressaca literária. rsrs Eu ñ tenho comentado mto, mas tenho acompanhado as notícias no facebook e ainda quero ler alguns posts anteriores, mas espero que vc já esteja melhor!

Eu comprei Delírio assim que lançou e está na minha meta de leitura de outono (olha o que fui inventar rs), mas aconteceu o lançamento de O filho de Netuno e acho que ainda vou esperar um pouquinho pra pegar Delírio rsrs. Mas ele sempre foi mto bem recomendado, a sua resenha só reforça isso. Caramba! Esse livro pelo visto de tirou da ressaca de vez! hahaha

Se cuida, viu?
bjos bjos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Lucy,

Oi Lucy!!! Aaah, menina, você também?? Poxa, que pena… mas e agora, tá lendo mais? Espero que sim, dá um desânimo né? Hehehe. Eu estou melhorando, graças à Deus. Tem horas que fico meio na corda bamba mas se Deus quiser vai acabar!

Opaaa, demorou pra ler Delírio hein?? Se tiver no humor pra distopia e tal, claro! Hehehe, eu tô com vontade de reler o livro, pensa?? Me apaixonei pelo personagem, tão lindo! Hehehe, coisa de adolescente boba, né? Não importo, ele é lindo! \o

Beijos e bom final de semana! Deus te abençoe!
;*




Aione Simões, disse: - 11-05-2012 (13:56)

Oi flor!
Que bom re ver retornar com uma resenha, ainda mais com uma tão empolgada assim!
Sou louca pra ler esse livro, mas, diferente de você, acho que vou ter um problema em aceitar essa visão do amor como doença. Amor, pra mim, é a base de tudo, o melhor sentimento do mundo!
Mas, pelo que percebi, parece que você se surpreendeu até mesmo com sua propria maneira de encarar o sentimento depois dessa leitura né? Também acho que o amor, felizmente, sempre valerá à pena!
De qualquer forma, quando nos identificamos com um livro, é muito mais fácil de nos envolvermos e fico feliz que isso tenha acontecido com você, quem sabe a ressaca vai pra longe né?
Beijão!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Aione Simões,

Oi Aione!!! Que bom ter você por aqui!! Exatamente, o próprio livro me surpreendeu com a mudança de pensamento sobre o amor! É que eu passei por uma situação decepcionante e mesmo assim resta uma esperança em mim que talvez não devesse, sabe? Enfim, mas é bem isso mesmo o que você falou!
Tenho certeza que você vai gostar desse livro!!!
*-*

Xô ressaca literária! Só preciso escolher os livros certos para continuar empolgada! ;)

Beijos!




Amanda, disse: - 11-05-2012 (16:36)

Oi, Jeh!

Não imagina como fiquei feliz de ler sua resenha! Terminei de ler “Delírio” semana passada e também AMEI o livro! <3 Também entrou pra minha lista de favoritos. Ah… Um dia eu levei ele pra faculdade e como a aula não estava (nada) interessante eu comecei a ler… Tive que parar porque eu tava quase chorando, rs. Nossa… amei mesmo esse livro. A escrita da Lauren é fantástica! E o Adam… Ah o Adam… <3 amor define! hihi.
Lindíssima sua resenha, Jeh. De verdade. É sempre bom quando nos identificamos com um livro, né? Seja com a situação tratada, seja o momento que determinado personagem passa, seja as características de determinado personagem…

Amei aquela frase: "Você pode morrer de amor e também da falta dele." [Não sei se é exatamente assim.] Nossa, muito minha vida, viu. hehe.

Beijão, Jeh!
^_^

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Amanda,

Oi Amanda!! Ai que bom que você gostou do livro!!! É maravilhoso né? Ainda mais por ser o primeiro de uma série, geralmente eu dou três estrelas para o primeiro livro de série… esse me conquistou completamente!
o.O
Quem é Adam?? Gente, será que eu perdi esse personagem?!!??!?!

Eu também amei essa frase, hihih! E uma que me conquistou foi “Eu amo você. Lembre-se. Eles não podem tirar isso de nós.”

Beijos flor!!!
;*




Cida, disse: - 11-05-2012 (18:30)

Oi!
Adorei sua resenha, foi a melhor que li deste livro, pois você conseguiu passar muita emoção, o que você sentiu durante a leitura.
Parabéns!
Espero que você esteja melhor de sua “ressaca”, é algo muito difícil para quem gosta de ler, eu tive uma, que fala sério, foram quase 4 anos sem ler, quando consegui voltar, foi como redescobrir o mundo.
Se cuida.

Bjos,
Cida,
http://www.moonlightbooks.net/

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Cida,

Oi Cida! Poxa, obrigada mesmo!! Eu me envolvi demais com a estória desse livro, me encantou! Eu geralmente não dou cinco estrelas para um primeiro livro de série mas esse… UAU! Hehehe!

Poxa, 4 anos? Mas agora é hora de voltar com tudo né?? Hihihih, ótimas leituras pra você!

Beijos!




Luciana apaixonada por romances, disse: - 11-05-2012 (18:43)

Oi, Jeh!
A imagem do livro ficou muito bonita.Adorei a resenha e quero lê-lo qualquer dia.

Beijos
Luciana(????)
?? Apaixonada por Romances? ?

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Luciana apaixonada por romances,

Oi Lu! Obrigada! Hehehe, nossa esse livro é MARAVILHOSO! Espero que tenha a oportunidade de lê-lo em breve!

Beijos! ;*




Mah, disse: - 11-05-2012 (19:12)

Oie Jeh =D
Menina. quero ler esse livro e me sentir como vc!
Sei muito bem sobre a parte que falamos UAU a um livro e chorar?
rárá sou uma mantega derretida, se estou em sitonia com o livro choro baldes e baldes.. hehehe
Tô vendo que minha lisat de desejado no skoob só cresce quando venho aqui heheh
Sempre te desejo melhoras..
BJS

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Mah,

Oi Mah, tudo bem?
Recebi sua cartinha hoje, pensa?? Adorei, obrigada mesmo!! Vou mostrar e falar mais no vídeo de domingo, ok?? =)

Nossa, até agora eu só consigo falar “leia, leia, leia!” para as pessoas. Hehehe, esse livro é muito bom!! Se tiver a oportunidade, leia e passe na frente da sua listinha, hihih!

Beijos e obrigada pelo carinho!
=**




This Gomez, disse: - 11-05-2012 (19:50)

Oi, Jeh!
Flor, quero parabenizá-la pela resenha maravilhosa, pela emocionante mensagem pra Lauren, e por ter postado a resenha pra todos nós \o/ Espero honestamente que esteja melhor.

E olha só, eu amei o livro desde a capa, mas estou sabendo do que se trata só agora hehehe; e gostei muito. Me lembrou “Feios”, mas com uma abordagem distinta, a do sentimento <3 Sem dúvida, vai pra estante do Skoob <3

Beijão, lindona, fica bem o//

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@This Gomez,

Oi nena!!!
Ówwwn, obrigada mesmo flor!!! Eu AMEI esse livro, talvez por estar MAIS sensível do que o normal, hehehe.

Eu estou melhorando, aos poucos. Fico super feliz quando vou dormir porque é mais um dia vencendo a crise. Mesmo assim estou na corda bamba, rs.

Sim, lembra um pouco Feios mesmo, mas ele tem mais romance do que Feios…
*-*

Beijinhos e MUITO OBRIGADA pelo carinho!
;*




Blanc, disse: - 11-05-2012 (20:16)

Oi Jé!
Adorei a resenha…
Pelo que as pessoas estao falando…
Tou louca por ele!

beijos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Blanc,

Oi flor!! Que bom, se tiver a oportunidade, leia sim e aí você me fala o que achou do livro, hihihih!! Quero saber a opinião de todo mundo porque a Lauren me pegou de surpresa! \o

Beijos!




Sandra Oliveira, disse: - 11-05-2012 (21:29)

Adorei a resenha! Fico contente em estar com o livro aqui na estante, e vou ler assim que possível, inclusive passando na frente de tantos e tantos e tantos outros!

Parabéns pelo blog, é uma graça!

Beijos!

Sandra
@thetangerine

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Sandra Oliveira,

Eba!! Obrigada Sandra! Poxa, que bacana, assim quando você se interessar em ler Delírio, já tem ele aí né??
Se puder e quiser, me conta depois o que achou de Delírio, ok?? *-*

Muito obrigada pelo carinho, seja sempre bem vinda!
;*




Folhas de Sonhos, disse: - 11-05-2012 (22:15)

Olá! É um livro que está sendo muito bem aceito pelos leitores, né? Estou realmente bem curiosa para lê-lo, parece ótimo… Ah, que bom que você gostou do livro, mas achei que contou muitos detalhes da história, tive que parar a leitura da resenha pra não ler demais…rs :)

abraços,
Luciana

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Folhas de Sonhos,

Nossa Lu, eu amei!! Algumas pessoas me disseram que “Antes que eu vá” tem um toque mais suave e é muito bom, mas Delírio super me conquistou!!! \o

Beijos!




ilma, disse: - 11-05-2012 (23:16)

Que linda … Adoreiii sua resenha, é bom ver que existe esmo quem se emociona lendo um livro (bom saber que não sou apenas eu que chorro bicas com certos livros , srsr )
Quero ler este livro , estava esperando ganhar de niver mas nada minha fia, sabe como é , família nunca incentivou a leitura e nem se interessa em saber se eu gostaria de ganhar livros de presente, snifff, não ganhei nenhum acredita?? não minto ganhei uma promoção no blog da querida Elis, srsr salvou né, srrs grande bjooo.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@ilma,

Oi Ilma!! Obrigada! Nossa, eu sou super sensível mas agora estou mais ainda, hehehehe! Tem livros que me deixam dias pensando, chorando, totalmente emotiva e pensando no personagem! Hihihih!
Aaah tem várias promoções em blogs desse livro, não sei todos de cabeça mas no twitter vejo várias frases de RT sobre a promoção de Delírio!
\o
Aqui em casa ninguém lê por prazer… o.O Minha mãe lê livros técnicos mas não é por prazer, claro! Hheehehe!
Tenta participar de promoções sim, não desista!

Beijos!




Amanda, disse: - 11-05-2012 (23:21)

OMG, Jeh… é Alex!!! Adam é de Estilhaça-me! Nossa, minha cabeça é péssima… Li os dois livros recentemente e ambos são distopias… afffu, troquei as bolas todas. :\ Sorry.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Amanda,

HUahauhauhauah, ai gente, então tem um Adam no Estilhaça-me?? Me antecipa Amandinha, Adam é um personagem que vai me fazer querer um desse?? Aai ai, que coisa!! Hehehhe esses autores colocam tantos personagens lindos em nossas vidas e depois, pluft, tira da gente quando o livro termina… #mimimi

Beijos!




Camila Planzo, disse: - 12-05-2012 (07:58)

Jeh esse livro desse ser lindo demais, quem é que nunca foi machucado ou sentiu medo de amar neh? é um sentimento forte ,que as vezes machuca quando não correspondido… mas que na minha opnião vale muito a pena continuar acreditando nele ! Acho que como mostra nesse livro muitas pessoas hoje tem medo de se entregar a esse sentimento … to muito curiosa pra ler, não imaginava pela capa (julgando =s) que se tratava de algo assim…

ameii sua resenha Jeh,
fica com Deus flor ! bom fds !!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Camila Planzo,

Nossa Mila, é muito show! No começo a gente é introduzido ao mundo distópico criado por Lauren: ela apresenta a personagem principal (narrado em primeira pessoa), sobre as leis da nova sociedade, como tudo funciona… e pluft, tudo muda quando ela conhece Alex, ówwwn!!
Só lendo mesmo viu!! =)

Eu vou confessar que depois do que eu passei esse ano (vou te contar na cartinha) nem quero me entregar ao sentimento, sou MUITO sensível e qualquer distância e separação me afeta muito… o que gera as crises de pânico… :x

Que bom que gostou da resenha viu!! *-*
Um super beijo e feliz dia das mães para sua mamis!! Que Deus esteja sempre protegendo, dando força e sabedoria para guiá-los no caminho correto que Jesus ensinou!

Beijos!




Kácia Ribeiro, disse: - 12-05-2012 (08:51)

Han agora eu entendi o motivo do “pires favor, leia Delírio”, sabe, no filme Comer, Rezar, Amar… aquele guru disse para Felipe que ele tinha terminado um casamento porque teve seu coração partido, mas que ter um coração partido significava que ele pelo menos tentou o Amor!

Realmente, sabemos bem como esse sentimento nos afeta, por mais doloroso que seja a partida ou o término todas as outras sensações parecem compensar esses fatos. Porque quando se ama mesmo, você cresce, principalmente se você tiver em mente o que diz 1 Coríntios 13:4-8 … Não importa quem se ame, mas que você tem que saber os limites e não deixar outros sentimentos tomarem de conta, como obsessão…

Acho que esse ano será das distopias, temos aí Estilhaça-me, Jogos Vorazes, Delírio…

Amora, se aquela peça rara do final do mundo não te amar, lembre-se eu te amo ;*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Kácia Ribeiro,

Hehehehe, pois é! Mas apesar de o livro ter mexido comigo em relação ao romance de Alex e Lena, ainda assim vale a pena pra quem gosta de distopia. O cenário todo foi bem desenvolvido, a trama e a gente fica querendo desesperadamente a continuação (Pandemônio)!!
*-*

Ai, pelo amor, não me faça chorar com seu comentário…. :x
#chorei

Te amo! ;*




Jessica Carvalho, disse: - 12-05-2012 (14:06)

Que lindo parece ser esse livro! *_*. Fiquei doida aqui só de imaginar… Sabe já cheguei tmb a pensar que era a única pessoa delirante do mundo por sentir tudo isso só de chegar perto daquela pessoa, mas percebi que isso é muito comum… Se é uma doença quero morrer com ela! *suspiros*

Sua resenha tá ótiima! Me fez ficar super curiosa! E cheia de perguntas: Alex, será que já passou pela cirurgia? Como será esse mundo novo? Aaah, eu quero ler!

Beijos =*

P.s: Sobre meu comentário anterior, dei uma sumida pela correria mesmo, o estudo. Mas obrigada por perguntar *_*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jessica Carvalho,

Aaah Jeh, eu tenho certeza que você vai AMAR! Mesmo que o tema “amor” não seja o seu forte, a Lauren criou uma distopia super interessante, a gente consegue se situar em muitas situações daquele tempo e achei bem bacana!
Hehehehe, obrigada mesmo!

Aaah não posso te contar se Alex passou pela cirurgia, lá lá lá, vai ter que ler!
Mas eu quero tantoooo um Alex pra mim! Menina, todo livro/filme que leio/assisto e vejo um personagem lindo e “ówwn” eu falo “ahh quero pra mim!” Huahauhauahuah!

Que bom que não aconteceu nada de grave, uffa! Estudos toma conta do nosso tempo mesmo, a gente fica com a cabeça explodindo de tanta informação, né? Mas força na peruca e não desce do salto! ;)
“A prova tem um gosto amargo, mas a vitória tem sabor de mel”

Beijos!




Mellory, disse: - 12-05-2012 (16:43)

Terminou lindamente, Jeh! Apesar de toda a dor, tudo o que vem antes, todo aquele sentimento belo, faz valer a pena o sofrimento que temos depois, pois ele é passageiro, dura bem pouco que a alegria ;)

Adorei sua resenha! Acabei de ler uma distopia, Admirável Mundo Novo, e adorei, apesar de ter enfoque político-social, diferentemente de Delírio, que é mais romance.

Entrou pra lista! ;)
PS: Estou morrendo de saudades de conversar contigo, de comentar aqui…

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Mellory,

Obrigada Mell! Pois é, quando eu fico decepcionada ou quando tenho que me “despedir” de alguém que amo muito, fico bem nostálgica e acabo esquecendo dos momentos de alegria…
Aaah um amigo meu estava querendo ler “Admirável Mundo Novo”, é bom? Vou falar pra ele…
Eu super recomendo Delírio, é uma distopia super interessante!

P.S: Eu estou com muitaaa saudade também! Como está a facul?? Beijos! ;*




Jayane, disse: - 12-05-2012 (17:24)

Acho que vou adorar ler Delírio quando tiver a oportunidade e grana,pois não consigo deixar de pensar que e bem parecido com o livro Destino que também amei a historia.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jayane,

Jay, tenho certeza que você vai amar!! Alguns blogs estão fazendo promoções deste livro, tenta participar e quem sabe você ganha?? ;)

Beijos!




Angelica, disse: - 12-05-2012 (20:15)

Oiie, Jeh. Tudo bem?
Que bom te ver por aqui de novo.
Preciso ler esse livro, ouço falar muito bem dele!!! :)
P.S.: Amei sua foto com o livro.
Bjs!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Angelica,

Oi Angel!!! Tudo bem e você??? Como é bom ter você aqui no blog, muito obrigada por não se esquecer do ML!!

Tenho certeza que você vai adorar o livro, assim que tiver a oportunidade, leia sim!! ;)
Obrigada, hihihih!

Beijos! ;*




Maggie, disse: - 13-05-2012 (15:26)

Eu to louquinha para ler esse livro! Me apaixonei pela escrita da Lauren assim que comecei a ler Antes Que Eu Vá, é simplesmente incrível!! *o*
E desde que vi que ela estava com mais um livro para lançar eu me cocei para comprar. Mas to com uma pilha d elivros para ler então vou ter que me sgeurar um pouco mais xD
Adorei a resenha, abriu mais ainda meu apetite kkkk

P.S.: lembra de mim? A Maggie do Books & All Star. Estive sumida or um tempo, mas agora consegui me ajeitar e estou de volta xD

Beijos~ *-*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Maggie,

Oi Maggie!! Huhuhuh, que bom flor porque tenho certeza que você vai AMAR!! Ainda não li Antes que eu vá mas pelo o que me contaram, em Delírio as palavras e narrativa não é tão… uh.. suave como em Antes que eu vá. Não sei, mas eu AMEI Delírio! \o

Claro que me lembro de você!! Hihih, que bom que está de volta viu, seja sempre bem vinda!
;*




Luara Cardoso, disse: - 13-05-2012 (19:46)

Oi Jeh!
Acho que esse livro é o meu top desejado do momento. Estou participando de 812164872362 promoções para ver se eu ganho, porque a situação financeira está realmente complicada.
Acho que essa ideia do amor ser tratado como uma doença em uma distopia foi uma ideia inovadora. A autora mereceu todo o meu respeito depois desse livro – ela já tinha depois de Antes Que Eu Vá.

Um beijo,
Luara – Estante Vertical

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Luara Cardoso,

Oi Lu!!
Eba eba, se tiver a oportunidade de ler, vou ficar feliz em conferir sua opinião! Eu vi que tem várias promoções dele em outros blogs, participa sim, quem sabe um deles não é seu? O que é nosso já é nosso, então só falta tentar! Hihihih!

Ainda não li “Antes que eu vá” mas as leitoras super recomendaram. A narrativa parece ser mais… sensível, né?? =)

Beijinhos!




Ane Reis, disse: - 13-05-2012 (21:06)

Oie linda!

Adoro quando leio resenhas apaixonadas *-* você consegue sentir como a pessoa se envolveu de verdade com a história.

Ainda não li nada a autora mas todos a elogiam bastante mesmo!

Linda resenha Jeh! Parabéns ?

bjus

anereis.

mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ane Reis,

Oi Ane!!!
Ai flor, nem me fale! Acho que a nostalgia me deixou ver mais romance do que realmente tinha, mas eu adorei o primeiro livro, espero que a autora me surpreenda em Pandemônio, vamos ver!

Um beijo!




Jeh Polato, disse: - 14-05-2012 (12:34)

Oi Jeh..
Eu gostei e não gostei do livro.
O tema abordado – amor como doença – foi o que gostei. A forma como foi descrito e os sintomas nos faz pensar. A verdade é que todo mundo sente ou já sentiu o que o amor pode causar. Mas nunca ninguém pensou que poderia ser uma doença. Por isso, acho que funcionou.
O que não gostei do livro foi o desenrolar da história. Achei que a autora enrolou muito em algumas partes. (tipo o meio do livro).
O final foi cheio de adrenalina e quando acabou eu pensei: ” Mas já??”..rs

Confesso que quando decidi ler o livro pensei igual a você “preciso disso nesse momento”. E dessa forma a leitura foi mais importante e impactante.

Parabéns pela resenha, Jeh.

bjinhuxx
Eu li e Divulgo
@Jeh_Polato

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jeh Polato,

Oi Jehzinha!!
*-*
Pois é, apesar da distopia lembrar Feios, o tema amor foi muito bem trabalhado, eu adorei! Talvez pelo momento ou pela minha nostalgia, o livro veio de encontro comigo de forma bem bacana!
*-*
Aah eu já não achei que ela enrolou, gostei tanto dos momentos que descritos, principalmente quando os personagens começam a se “conhecer” melhor!! Huhuhuh!
Estou curiosa pelo segundo livro, não sei que rumo a autora vai dar à estória!

Beijos!




Bia Medeiros, disse: - 14-05-2012 (12:50)

Jeh criatura de Deus…
Eu amei tua resenha, me fez ficar mais apaixonada pelo livro. Eu adoro distopias (apesar de não ter lido nenhum livro do gênero), mas só pelo que leio nas resenhas e sinopses, já fico encantada. Venho namorando esse livro há um bom tempo, e eu preciso dele!!! Sua resenha ficou muito boa, sério mesmo! E eu adorei a parte em que você descreve os “sintomas” do amor (suar, perder o foco no dia-a-dia). Enfim, ficou maravilhosa. E estou dando a loka aqui porque nem sei quando poderei ler esse livro D: O blog está mais lindo do que nunca. #amei
Beijos da Bia :***

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Bia Medeiros,

Huahauhau rindo demais com o “criatura de Deus”!
Que bom que gostou da resenha Bia, algumas leitoras não gostaram tanto do livro mas depende do ângulo que você vai focar, eu acho. Também tem o fato de eu estar em um estado emocional meio crítico e o livro veio de encontro a mim! Eu adorei!! \o

Obrigada pelo enormeee carinho!! *-*
Super beijo! ;*




Duda Oliveira, disse: - 16-05-2012 (16:11)

Eu estou com MUITA vontade de ler este livro, está sendo bastante elogiado, porém estão comentando por ai que segue o mesmo padrão de Destino e Feios, livros que acho um pouco parados.
Que bom que gostou, Jeh! A resenha ficou linda, parabéns!
Um beijo,
Duda Oliveira

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Duda Oliveira,

Oi Duda!
Eu só li Feios e gostei muito!!! Mas por ter o tema “amor” na estória, não achei parado, de forma alguma. Se bem que Feios também não achei parado… talvez você não goste muito de distopia? Quem sabe….

Beijinhos! ;*




Nathan, disse: - 16-05-2012 (17:23)

Olá moça,
gostei muito dessa resenha ai o livro entrou nos meus 10+ hehe.
seu post foi dominando até ficar com gostinho de quero mais =D

obg pelo post no meu post.. Oo’
hahua
enfim, fiquei curioso para ler esse livro xD

Bjao

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Nathan,

Oi Nathan! Muito obirgada pelo comentário! Que bom que gostou da resenha!!! Huhuhuhuh, se tiver a oportunidade de ler e for resenhar, me passa o link para eu ver sua opinião sobre ele, ok?

Boa semana! =D




Fernanda Rocha, disse: - 17-05-2012 (14:22)

Oie Jeh!! Nossa…eu já tinha amado a capa do livro…agora com seu post…sério…adorei. Não pensei que este livro fosse tão interessante assim…vai entrar para lista de desejados… Bjinhos.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Fernanda Rocha,

Oi Fer!! Que bom que gostou da resenha! Alguns leitores não gostaram tanto assim do livro como eu, talvez pelo foco ter sido diferente ou pelo momento que eu estava/estou passando, mas é uma leitura maravilhosa, vale a pena ler!

Beijinhos!




Gilciany, disse: - 19-05-2012 (20:50)

Ai Jeh, que resenha mais lindaaaa! Amei demais e fiquei super animada pra ler Delírio.
Olha amiga, acho que vc teve uma catarse quando leu este livro e também acho que a leitura deva ter deixado uma marca bem profunda em vc né?
É bom qndo estamos passando por determinado período e ao ler um livro conseguimos arranjar forças para quem sabe superar ou ver de um outro jeito nossa condição.
Acho que necessito também ler este livro e quem sabe tirar esse conceito de que o amor é uma doença, da minha cabeça. Pq como vc, tmbm cheguei a pensar nessa possibilidade.
As mágoas da vida acabam nos deixano assim, meio sem saídas, sem respostas, sem nada em que se agarrar, então acabamos por procurar nem que seja uma pontinha de esperança em qualquer que seja o lugar…
Goataria muito de ler este livro e quem sabe sentir toda essa catarse que mexeu tanto contigo.
Um beijão flor.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Gilciany,

Oi Gil!! Uffa,q ue bom que você gostou, sério mesmo! Alguns leitores não gostaram tanto do livro como eu (cheguei a favoritá-lo na minha listinha) mas talvez por causa do foco que cada um percebeu no livro! ;)

É Gil, às vezes alguns livros surgem “do nada” para mudar algumas ideias que às vezes nem fazem parte de nossa vida mas por causa de situações passageiras, a gente acaba abraçando essas novas ideias erradas… Eu pelo menos tive um “vislumbre” disso com Delírio! Hehehe!

Beijos!




May, disse: - 19-05-2012 (22:19)

Poxa, agora eu quero ainda mais ler esse livro! Eu não li e realmente não sei o que esperar, só sei que preciso, rs!
A resenha tá ótima, e só me fez ficar mais vidrada pra lê-lo.

Beijinhos,
May ;*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@May,

Aaah May, talvez eu seja muito sensível, ou esteja muito sensível, não sei… mas que esse livro foi favoritado no meu coração literário, sem dúvidas! Alguns leitores não gostaram tanto, mas eu… ui, amei!! ;)

Beijos!




Ligia Paulino, disse: - 23-05-2012 (20:57)

Ouwwwww *-* Que lindo!

A Nathanne já me falou bastante desse livro e fiquei com muita vontade de ler… mais agora do jeito que você falou vou pedir o livro dela emprestado urgentemente!!!!

OMG, OMG já passei por situações parecidas e que realmente, falar do livro não foi fácil!!

Que lindoooooooooooooooooooooooooooooo o blog está roxinho novamente ouwwwww *-* um dia ainda vou lhe pedir para fazer um layout para mim… implorar hahaha… nem que eu migre para o wordpress hahaha

Um xerãoo Jeh!! ;)


Breno Melo, disse: - 29-05-2012 (00:30)

Oi, Jeh!
Gostei da sua resenha. Também imagino que Delírio terá um gosto a mais para os que acreditam no amor ou estão apaixonados.
De fato, o livro é a favor do amor e, não, contrário a ele. É uma história para valorizar o amor ou mostrar como ele pode nos fazer falta. (Se você não valorizasse o amor, não teria gostado tanto do enredo, não é?)
Também tenho uma resenha de Delírio, mas é para os próximos dias. ;)

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Breno Melo,

Oi Breno! Obrigada!! É uma distopia muito interessante! Algumas pessoas me falaram que lembra bastante o livro “Destino” da Ally Condie mas ainda não li este. Enfim, gostei muito da narrativa da Lauren, vale a pena ler essa série!

Beijos!




Hanelore Mesquita, disse: - 31-12-2012 (18:23)

Já tinha lido várias resenhas sobre esse livro, mas agora eu PRECISO ler!! (Sorte que eu já encomendei.. *-*)
Se você continuar fazendo resenhas assim eu vou a falência comprando livros. Controle-se -sqn. Continua!! Adoro o jeito que você escreve.
Beijos


Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! » Blog Archive » Pandemônio :: Lauren Oliver, disse: - 11-12-2013 (08:01)

[…] li Delírio, primeiro livro da trilogia de Lauren Oliver, fiquei in love. Eu estava super down, coração […]


@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo