categoria2 category image

Adormecida :: Anne Sheehan

12 . novembro . 2012

Desde que a distopia cresceu consideravelmente nas estantes literárias de vários leitores, minha vontade de ler e conhecer mais livros deste gênero aumentou. Apesar de até agora ter ligo poucas utopias, devo dizer que estas poucas foram muito boas! Estou amando passar um tempo com distopias, conhecer personagens diferentes, situações e tecnologias surreais.
Adormecida é uma história envolve e enigmática, que fará o leitor mergulhar em um futuro distópico!

Adormecida (A Long, Long Sleep)
Autora: Anna Sheehan
Páginas: 272
Editora: Lua de Papel

* Livro enviado pela editora como cortesia.
Sinopse:

Rose Fitzroy esteve dormindo profundamente por décadas. Imersa num sono induzido, esquecida em um porão por mais de 60 anos, a jovem foi tratada como desaparecida enquanto os anos sombrios pairavam sobre o mundo. Despertada como por encanto e descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência.
Ela descobre que seus pais estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para ela, que terá de assumir seu lugar à frente dos negócios.

Desejando adaptar-se à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa estranhamente familiar. Rose até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo – ou não haverá futuro.

Crédito: Skoob

“Fui arrancada do meu tempo, e meu mundo tinha morrido ao meu redor. Nada pertencia a mim. Nada no mundo, nem a minha vida, nem mesmo meus próprios sentimentos.”

Antes de mais nada, precisamos comentar sobre a capa, o título e a chamada do livro com a resenha. Foi um fato curioso que aconteceu comigo, não sei se o mesmo ocorreu com vocês. Quando li o título e vi a capa, jamais idealizei uma distopia. Para mim, era uma fábula readaptada para os dias de hoje. Quem sabe um YA, nada mais que isso. Porém, como já diz o velho ditado (e que eu nunca levo a sério): quem julga pela capa não vê o coração.

Narrado em primeira pessoa, Rose Samantha Fitzroy é uma adolescente de 16 anos que foi encontrada em um tubo de estase no Condomínio Unicórnio por Brendan Sabah. Ninguém descia até o subsolo desde os Tempos Sombrios – 60 anos atrás – mas Brendan se aventura até lá. O livro começa assim, com o despertar da “Bela Adormecida”. Em uma época totalmente diferente. Perdida, sem saber o que pensar (já que sua mente está impregnada de estase química e o corpo na fadiga estase), Rose precisa de informações – muitas informações – para nortear a sua vida. Até então, Rose imagina que acaba de ser acordada por um estranho (mero detalhe), mas que seus pais estão à sua espera no apartamento. Seu Xavier deve estar preocupado e até chateado com a situação, mas Rose vai dar um jeito nisso….
Então Brendan, percebendo a confusão na cabeça da menina, explica tudo o que ela precisa saber: “você acordou 62 anos depois de ter sido colocada em estase; seus pais morreram em um acidente de helicóptero durante esse tempo; ambos não deixaram testamento e, por conseguinte, toda a herança da empresa UniCorp será sua” (depois que atingir a maioridade).

– Sra. Ftzroy, qual é a sensação de despertar em um novo século?
– É bom estar de volta – eu disse, entregando a frase de efeito que eles queriam ouvir. (…) Era mentira, mas não importava. Era isso que eles queriam ouvir.

Eu sempre encontro dificuldades para resenhar uma distopia porque é necessário “traduzir” alguns termos, técnicas e conceitos criados pela mente fértil dos escritores. Por exemplo, você sabe o que é estase? A autora demorou um bom tempo para explicar com precisão o que é estar em estase. Mas podemos considerar que Rose estivera em um tubo de estase. Dentro do tubo são liberados reagentes químicos que mantém o seu corpo estabilizado – bem como suas emoções e sensações. Em êxtase. Não quero me aprofundar nisso porque faz parte do processo da leitura. Peço desculpas se você já está meio perdido(a) na resenha (:x).

Depois de “absorvida” a situação, Reginald Guillory – pode chamá-lo de Reggie -, testamenteiro de Rose, mantém como prioridade arrumar um guardião e um lar para a menina. Ela precisa de pessoas que se responsabilizem por ela até se tornar maior de idade. Até lá, todo o seu patrimônio será administrado pela companhia (UniCorp).

Primeira tarefa cumprida: os novos pais adotivos de Rose estão prontos para executar a missão. Patty e Barry não se parecem nada com seus pais verdadeiros, mas quebram o galho. O melhor de tudo é que poderão continuar no apartamento antigo de Rose e ainda ter um estúdio de pintura só para ela, novinho em folha.

Segunda tarefa: entrar para o Preparatório Uni. Considerado a melhor escola do sistema solar (sentiu a potência, né?)! Brendan Sabah, seu “príncipe encantado”, tem 16 anos, corpo atlético, olhos esverdeados e que se parece com um astro de cinema irá ajudá-la nesta tarefa. Seu primeiro contato após acordar em um novo século, seu primeiro amigo naquele novo mundo insano e quem vai ajudá-la a encontrar respostas para as parafernalhas utilizadas na escola, em casa e nas ruas.

Mas nada será tão diferente e instigante quando Otto (Octavius Sextus), o amigo geneticamente modificado a partir de DNA alienígena encontrado em Europa (uma das 4 luas de Júpiter). Sua pele azulada e o poder de ler a sua mente com um simples toque podem te surpreender! É, caro leitor, você imaginou que a autora nos presentearia com um personagem tão futurístico?!? *-*

“Aquilo era um sonho. Uma visão. A alma de todos os desejos mais secretos, a única coisa que eu sempre soube que nunca poderia ter. Mas, ao contemplar tudo aquilo, até mesmo meu futuro sombrio pareceu um pouco mais iluminado…”

Agora Rose precisa se adaptar à sua nova vida, encontrar respostas e descobrir quem são os seus aliados e quem está por trás do plastine que quer acabar, literalmente, com sua vida. Ok, vamos esclarecer o que é um plastine: um corpo humano que foi plastificado, o que o torna visualmente indestrutível. Possuem todas as habilidades e funções de um guerreiro humano, só que são vinte vezes mais fortes e totalmente insensíveis à dor. Não têm emoções, mas conseguiram integrar as programações por meio das vias neurais já existentes, o que os torna quase tão inteligentes quanto um humano.

Resumindo, é isso: a recriação da fábula “A bela adormecida”, sob um novo ponto de vista. Como a vida dela teria mudado ao acordar num mundo futuro. É preciso tomar cuidado com o que te conta, quem te conta e onde te conta. Rose terá que aprender tudo isso e, quem sabe, se surpreender com a verdade escondida durante toda a sua vida.

“- Experimente acordar em uma manhã e descobrir que todo o seu mundo se foi, que todas as pessoas que você conhecia e amava morreram de uma só vez, que todos os lugares que conhecia mudaram de maneira tão radical que você nem reconhece mais, até as expressões nos rostos das pessoas está diferente, e veja o buraco que fica na sua mente!”

Você pode estar confuso(a) com a resenha e não vou tirar sua razão. A história criada por Anna Sheenan entra no grupo de livros que você precisa ler para ter sua própria opinião. E não falo isso de um jeito negativo, pelo contrário, a experiência vale a pena.

Adorei os personagens criados pela autora. Quando a autora apresentou Otto como um ser mutante, automaticamente e sem querer me lembrei de “X-Men”. Não sei se foi uma comparação justa e digna mas Otto vai te conquistar!
A autora também aproveitou algumas cenas para acrescentar humor! Não acreditei quando me “peguei” rindo com cenas e falas divertidas entre os personagens.

Durante a leitura, como toda distopia, a autora nos revela conceitos, termos, palavras que não fazem parte do nosso dia-a-dia. Iremos conhecer um pouquinho a respeito dos Tempos Sombrios (mencionado ali em cima); o processo de estase; a função e o poder da UniCorp; a limobarca e os hovercraft; os supertablets e nanorrôbos. A autora criou novas gírias como escangalhados, noide e capete, o que tornou a narrativa bem jovial e com a sensação de “estar na moda”. Mesmo que haja muitos termos e conceitos a serem desenvolvidos, Anne conseguiu dispersá-los no livro!

E, claro, voltaremos para o passado de Rose. Precisamos entender e conhecer a vida da personagem principal com 16 anos e 62 anos depois (com 100 anos no corpo de uma menina). Conheceremos o grande amigo-amor da vida de Rose, Xavier, e o papel importante que ele exerceu e exerce na vida dela.

“Meu nome é Rose Samantha Fitzroy. Tenho cem anos de idade. Sou livre. Ainda tenho meus tormentos. Mas, pelo menos, estou bem acordada.”

É um livro que se encerra de forma bem simples e adequada. E tem abertura para um próximo livro, se a autora quiser. Achei essa jogada bem interessante, assim a autora não morre de fome – caso o livro seja quatro estrelas para todos os leitores!
Sendo sua primeira obra, Anne mandou super bem! A história, a comparação com a Bela Adormecida, a tecnologia não tão impensável (tirando Otto, que imagino não ser tão possível assim – será?), o climax e o desfecho me conquistaram. Muito bom, recomendado para todos vocês!

Agradeço a editora Lua de Papel pela oportunidade de me aventurar nesta jornada em papel! Obrigada!

Um beijo com carinho e até o próximo post!

Anna Sheehan

Nascida no norte do Alasca, uma região um tanto isolada do mundo, desde cedo tornou os livros seus mais queridos amigos. Estudou literatura e atuação, elegendo Shakespeare como seu autor preferido.
Atualmente vive em um rancho na zona rural do Oregon, com a filha e a mãe.


Site da autora | Site da Lua de Papel


• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos 50 comentários nesta postagem" •

Carissa, disse: - 13-11-2012 (00:28)

Não conhecia o livro e depois da sua resenha fiquei super curiosa. Essa mistura de futuro com passado parece bem interessante, além da referência à Bela Adormecida.

Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Carissa,

Oi Ca, tudo bem??? Muito legal, flor! Me pegou de surpresa mas adorei!!
*Ainda bem, estava super desanimada com as leituras*

Beijos!




Quequel, disse: - 13-11-2012 (15:09)

Amiga q saudade !!
que resenha fabulosa… eu quero !!!!
Ai ainda estou empacada.. quero voltar a ler muito, muito como eu era! :)
Bjinsssssss

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Quequel,

Oi Quel! Eu estava super empacada com “Helena de Troia”, quase parando, sabe? Mas consegui terminar e dei de cara com uma distopia super envolvente! Leitura no momento certo e isso que é bom!

Qual você está lendo agora??

Beijos e ótima semana! ;*




Aione Simões, disse: - 13-11-2012 (16:15)

Flor, eu também não achei que fosse uma distopia! Até fim um “Parece, Mas Não É” com a capa!
Só vi elogios até agora à obra e quero ler, mesmo que não esteja com todo esse seu pique pra distopias no momento!
Beijão!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Aione Simões,

Ahmram!! Exatamente Aione! Quando iniciei a leitura me lembrei na hora da sua coluna!! Huhuhuh!
=)
A cada distopia que leio, me sinto mais à vontade! Gosto desse gênero, pelo menos até agora todos os livros distópicos que li me agradaram!

Beijinhos!




Amanda Faustino, disse: - 13-11-2012 (16:50)

Só li uma distopia até hoje, Delírio e gostei bastante. Antes de saber a rela história desse livro e o gênero, eu não queria ler, só achava e capa bonita. Porque eu pensava exatamente igual a você, nunca imaginei um livro distópico. Mas parece ser bem legal.

Beijos,
Mandi – Book and Cupcake.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Amanda Faustino,

Oi Amanda! Nossa, eu AMEI Delírio! Muita gente disse que era parecido com “Destino”, da Ally Condie mas não achei tanta semelhança. As distopias que li até agora foram incríveis, a cada nova leitura, mais me sinto à vontade com este gênero.
=)

Beijos!




Sandro Honorato, disse: - 13-11-2012 (20:05)

Boa noite :)
Como vai?
Achei bem legal sua resenha *-*
Um pouco confusa,sei lá,mas o livro parece meio “viajante” sabe?kkkk
Não o conhecia :O

Beijos e cuide-se

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Sandro Honorato,

Oi Sandro! Que bom que gostou! Como eu disse, o livro tem vários termos e personagens diferentes e são explicados no decorrer da leitura. Essa característica nas distopias é bem interessante, a gente percebe a criatividade do autor nesses momentos.
=)

Beijos!




Carolina, disse: - 14-11-2012 (16:02)

Realmente, pela capa e título eu nunca imaginaria ser um distópico.
Adorei saber que é meio que uma recriação de A Bela Adormecida, mas ao mesmo tempo que é bem diferente. Gosto quando tiram a idéia e mudam completamente o enredo.

Beijo

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Carolina,

Né? Mas eu gostei muito Carol! Foi uma surpresa bem agradável, uffa! Estava bem desanimada com as leituras e esse veio para me despertar, de alguma forma!
\o

Beijos!




Jayane, disse: - 15-11-2012 (09:39)

Já li resenhas e super quero ler esse livro a capa e linda a gosto de distopias,nossa já imagino em acorda depois de 60 anos que doideira acho isso um máximo nas distopias.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Jayane,

Oi Jay! Que bom que você já sabe que é uma distopia, hehehe, eu fui pega de surpresa! Ainda bem que a história me conquistou, fiquei com medo de ter uma decepção literária! o.O

Já pensou acordar 60 anos depois? Você acha que a partir de hoje, até 60 anos, muita coisa terá mudado??

Beijos!




Bruna, disse: - 15-11-2012 (15:26)

Quando vi essa capa e o titulo achei a mesmo coisa que você em relação ao livro, nunca pensaria em uma distopia, já vi algumas pessoas falando bem e estou com vontade de ler *-*
Beijos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Bruna,

Oi Bruna! Pois é, o legal é que me pegou de surpresa e de forma positiva! Precisava de algo diferente e que prendesse minha atenção porque estava bem desanimada com as leituras!

Beijos!




Ane Reis, disse: - 15-11-2012 (15:38)

Oie Jeh =D

Eu achei esse livro um pouco fraco. Rose me tirou do sério em muitos momentos e a tentativa de romance que a autora criou foi uma das piores que já li também.

Mas eu gostei da parte mais ficção e principalmente do Otto *-*

É um livro que leva vc a ter sentimentos contraditórios mesmo.

Adorei a sua resenha flor!

bjus;***

anereis.
mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Ane Reis,

Oi Ane, tudo bem?? Sério que não gostou tanto do livro? Eu gostei bastante, associei muitas coisas com o presente e até senti uma certa inveja por Rose ter um tubo estase e poder “sumir” nos momentos de dificuldade. Realmente, o romance não foi bem construído mas não foquei nesse lado. Otto é bem fofinho mas não me apaixonei perdidamente por ele como muitas outras leitoras! o.O

Beijos!




Luara Cardoso, disse: - 15-11-2012 (18:34)

Oi Jeh!
Acredita que peguei esse livro hoje para ler e parei justamente no capítulo 5 pois tinha que sair? Que coincidência! AUHSAHUSHAUSHA
Sim, como você, também não pensei que era uma distopia, pra mim era só uma readaptação do conto! Estou me surpreendendo bastante com o livro, mesmo. :)

Um beijo,
Luara – Estante Vertical

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Luara Cardoso,

Oi Luara, tudo bem?? Olha que bacana!!! *-* E está gostando do livro? Nossa, eu me surpreendi! Apesar de ter vários termos novos, diferentes (só lendo o livro para ter noção concreta de cada um), adorei!

E eu daria minha garrafa de coca cola 2 litros por um tubo estase neste exato momento!

Beijos!




May, disse: - 15-11-2012 (22:09)

Tem certos livros que são difíceis de se resenhar, porque há alguns termos que só lendo é que entenderemos.. Adorei sua resenha!

Beijinhos,
May :*

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@May,

Exatamente May! Ainda bem que Adormecida me surpreendeu e veio na hora certa – estava super desanimada com a leitura anterior… :x

Beijos!




Tais, disse: - 17-11-2012 (12:05)

Oi Jeh,

Eu gostei muito desse livro e acho que seria bem legal se a autora resolvesse fazer uma continuação já que algumas questões ficaram em aberto não é mesmo?
Um novo livro com um pouco mais de romance ia ser maravilhoso.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Tais,

Oi Tais! Ahh seria legal uma continuação bem estruturada. Mas do jeito que terminou para mim foi suficiente. Às vezes essas questões em aberto me fazem devanear de forma super positiva.
=)

Beijos!




Folhas de Sonhos, disse: - 19-11-2012 (12:31)

Olá! Realmente, não sabia que esse livro se tratava de uma distopia. Ah, mas a capa é muito bonita! Fiquei bem curiosa, parece ótimo mesmo.

abraços,
Luciana

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Folhas de Sonhos,

Pois é Lu! O mais legal é que a história superou minha expectativa! Ainda bem! \o

Beijos!




Gabriela A., disse: - 20-11-2012 (13:42)

Gente, eu quero esse livro. Tipo, pra ler AGORA. Também não ligaria a capa a história se não tivesse ligo a sinopse. Fiquei muito curiosa mesmo pra ler!

Beijos,
http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Gabriela A.,

Hahahaha, acho que você vai gostar Gabi! Nossa, eu precisava de um livro assim há muito tempo! Estava meio desanimada com as leituras, entrar numa distopia foi a coisa certa, na hora certa!

Beijos!




Sandra, disse: - 20-11-2012 (17:28)

Hey, Jeh! Eu baixei esse livro justamente por causa da capa, mas não sabia que era uma distopia, imaginei um YA tb! rsrs
(Sim, agora estou numa onda de baixar livros. Baixo loucamente e leio. Se eu gostar, eu compro… huahuahuahau).

Agora que vc me esclareceu, fiquei mais curiosa pra saber sobre a história, quero ver se leio logo. :)

Beijinhos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Sandra,

Oi Sandra, tudo bem??
=D
Eita pega, eu tenho bloqueio literário quando preciso ler no PC. Não consigo menina, de jeito algum! :x

Mas ele é muito bom, diferente do que eu esperava – assim como você, hehe – e me surpreendeu de forma bem positiva! \o

Espero ler sua resenha em breve!
;*




Maria Clara Bruno, disse: - 20-11-2012 (19:19)

Gostei da sua resenha, Jeh! Foi bem sincera e me deixou com vontade de ler para poder formar minha opinião, e a capa me chamou MUITA atenção!

Beijos!
@mariaclarabruno
http://www.coffeesandbooks.com

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Maria Clara Bruno,

Oi Maria, tudo bem??
Que bom que gostou! Eu fui surpreendida com a história – porque julguei o livro pela capa – e gostei muito! Superou a expectativa que eu tinha! Vale a pena ler! ;)

Beijos!




Fazer Facebook, disse: - 21-11-2012 (15:50)

aaaaaai, fiquei com muita vontade de ler o livro!! suas resenhas me deixam muito curiosa!
beijos

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Fazer Facebook,

Esse livro é muito bom!! Recomendo! Fiquei super feliz em saber que gostou da resenha, muito obrigada!

Boa semana! =)




Mell Ferraz, disse: - 24-11-2012 (17:00)

Uau, Jeh! Que história rica em imaginação, ehn? Parece ser DEMAIS, INCRÍVEL esse mundo criado pela autora!
E Otto deve ser apaixonante!

Adorei sua resenha, bem completa!
Fiquei morrendo de vontade de ler o livro agora. Aliás, a capa é lindona.
Beijos,
Mell Ferraz – blog Croissant Parisiense

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Mell Ferraz,

Oi Mell! Nossa, é um mundo incrível mesmo, adorei! Não é “meu Deus, que coisa mais viajada e sem sentido”. É diferente mas de uma forma até possível, quem sabe? Só sei que eu curti muito a leitura, não esperava!

E eu daria meu reino por um tubo de estase neste exato momento!

Beijos!




Carine, disse: - 26-11-2012 (10:16)

Olá! Adoro suas resenhas. Sempre procuro aqui algum livro antes de ler. Já li um monte por causa das suas resenhas e até hoje nunca me arrependi. Você já leu a série do “Cinquenta tons de Cinza”? Bjos!

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

@Carine,

Oi Carine!! Nossa, que comentário maravilhoso! Anima qualquer blogueiro! *-*
Obrigada mesmo pelo carinho viu!! Fico super feliz em saber que você gosta das resenhas! \o

Não li “Cinquenta tonz de cinza” e por enquanto não estou animada, acredita? E você?

Beijos!




Amanda Almeida, disse: - 27-11-2012 (10:13)

Oi !Jeh, tudo bem flor?
Depois de ler essa resenha fiquei muito curiosa quanto ao livro. gosto de releituras criativas, e essa me parece ser uma delas. Gostei até mesmo dos termos estranhos, e as vezes me pergunto de onde vem tanta criatividade. Ótima resenha.
Abraços,
Amanda Almeida


Paula, disse: - 28-11-2012 (18:40)

Eu amei esse livro!!! Muito bom mesmo.


Patrícia, disse: - 29-11-2012 (11:51)

Indico esse livro pra todas minhas amigas…


Carol Braga, disse: - 06-12-2012 (14:29)

Eu queroooo.. manhÊE . AMEI a resenha . ahh sou suspeita amo o blog rsrsrs


Stephanie Remohi Baradel, disse: - 24-12-2012 (03:07)

Conheci o livro através do blog e fiquei muito curiosa. A resenha faz a gente retomar aos contos clássicos, gostei muito.


VANNESSA QUEIROS, disse: - 26-12-2012 (17:16)

Oi Jéssica!
Que interessante o livro, a capa é muito criativa, o livro vai nos envolvendo com certeza pelo passado da protagonista e também mistérios e surpresas.
Na minha Wishilist com certeza.
Nossa que resenha interessante,amei,fiquei com vontade de ler.
Com certeza na minha lista de leitura,porque é um livro que chama a atenção pela capa e também pela história me encantou mesmo!


Simulador Caixa, disse: - 09-01-2013 (13:35)

Nossa, adorei a resenha. Concordo Stephanie!!! O livro realmente nós traz lembranças dos contos.

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Olá!!

Fico contente em saber que gostou da resenha!

Boa semana! ;*




Paula Gomes, disse: - 21-04-2014 (23:15)

Adorei a resenha,e a capa muito criativa,super curiosa para ler,acompanhar a história e descobrir o que acontecerá!
Nossas as capas pelo mundo são muito chamativas.
Nossa amiga você comprou pensando que era algo sobre a Bela Adormecida?
Hum com inspiração nos irmãos Grimm com certeza tem mistério e pelo meio da história, olha aqui pessoal: http://portugues.free-ebooks.n.....ormecida-2

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Pois é Paula, um livro maravilhoso e eu adoro distopia! Essa é uma que recomendo!
Não, você entendeu errado, hahaha. Eu já sabia sobre o que se tratava o livro antes mesmo de recebê-lo da editora. Eu apenas fiz um comentário sobre o título do livro e alguns tópicos semelhantes mas eu não confundi, fica tranquila! ;)

Beijos e volte sempre!




Anita Geraldo, disse: - 05-09-2014 (00:51)

Eu só li resenhas negativas desse livro, falando que o enredo começa muito bom e depois da uma caída legal. Também pensei que era uma releitura de Bela Adormecida e já quase comprei ele por isso varias vezes. Acho que vou comecar por ler online (encontrei aqui para quem queira: http://portugues.free-ebooks.n.....ormecida-2)

a ver se puxa pra comprar!! bjs

Jeh Asato Jeh Asato, respondeu:

Aaah sério Anita?? Poxa, acho que o bacana mesmo de ler várias resenhas é que elas mudam de acordo com cada pessoa porque todos somos diferentes, rs.
No final das contas eu sempre prefiro ler o livro para tirar minha própria conclusão. Às vezes você pode estar perdendo uma super leitura….

Beijos!




@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo