categoria8 category image

Instax Mini 8

06 . fevereiro . 2014

Logo após ter montado minha Wishlist de Novembro coloquei na minha cabeça que, assim que possível, eu compraria minha própria Instax. Pesquisei diversos sites (nacionais e internacionais) mas houveram dois problemas: 1) a Instax 7s já não estava disponível na maioria dos sites; 2) eu não tenho cartão de crédito internacional. O que eu fiz foi comprar a máquina Instax Mini 8 – que é linda, por sinal – em um site nacional parcelado em X vezes no PagSeguro. Eu fiquei com medo na hora da compra, claro, mas o jeito era confiar na loja. E deu tudo certo! A Mimos da Tendência enviou o meu produto embalado em ótimas condições, lacrado (o que é melhor) e com os conteúdos do produto. Assim que ela chegou eu fiquei total in love!!

Para você que assim como nos, adora guardar aqueles momentos únicos que não tem replay, está no lugar certo! Somos a empresa Mimos da Tendência, onde nosso objetivo e deixar esse hobby com a sua cara, trazendo nosso principal produto Instax Mini 7S , a famosa “Polaroid Moderninha”. Uma câmera que tem foco automático, flash e modos de fotografia classificados conforme a luz da cena. Tendo ajustes de velocidade e diafragma automáticos, uma ótima opção para fotógrafos amadores. Nesse espaço você encontra também diversos acessórios, desde filmes comuns, coloridos, desenhados…até bolsas para poder levar onde quiser ! Tem de tudo e para todos os gostos, personalizar sua câmera vai ser tornar uma paixão e deixar suas lembranças mais gostosas!

A compra no site Mimos da Tendência funcionou super bem para mim, com agilidade e facilidade na hora da compra. Eu não conhecia o site, tinha medo das formas de pagamento e, claro, de ser uma possível fraude. Conversei com o dono da empresa e as dúvidas foram sanadas. Dentre todas as cores disponíveis na loja, eu com certeza optei pela cor-de-rosa. Não é simplesmente uma fofura? Na verdade deu vontade de ter todas de cada cor mas… né?

O produto, como disse ali em cima (eu disse, não disse?) veio bem embalado e com o conteúdo que prometia na descrição do site: duas pilhas AA, a própria câmera (né?), uma alça rosinha, quatro pilhas AA e um manual de instruções. Além disso, vieram dois pacotes de vinte fotos que veio no kit da compra (e não na câmera). Assim que eu percebi que estava tudo perfeitamente certo, me aventurei no manual pela primeira vez! Eu confesso que não leio manuais de utilização de produtos, podem me julgar!
Resumindo, o manual é bem rápido e simples. Nos trás alguns alertas sobre tirar/colocar os filmes na máquina, sobre as pilhas, o manuseio correto da câmera entre outros.

No começo fiquei morrendo de medo de ter colocado os filmes do lado errado da máquina, ou de ter entendido tudo errado mesmo com o manual em português (alguém me entende? -.-‘). Assim que colocamos o pacote com 10 fotos na câmera, é preciso bater uma foto para que a película protetora seja removida do pacote de filmes. A partir daí o contador de fotos começa a partir do 9 e você tem todas essas fotos para tirar!
A primeira foto que bati foi essa da minha mãe, meu irmão e eu. Iupi, porque família vem em primeiro lugar, né? Faltou só um dos meus irmãos mas eu sei que ele não ficou chateado, rs.
Gente, depois que você bate a primeira foto e vê aquele papelzinho saindo da máquina, a imagem aparecendo gradativamente, você fica louca de amores! Eu queria tirar fotos de um milhão de coisas, mas devo lembrá-los que cada pacote vem com apenas dez filmes. Ou seja, você precisa avaliar os momentos que realmente merecem uma foto instantânea!

Opinião sobre a Instax Mini 8

• A Instax não é uma câmera profissional. Ou seja, não espere fotos de alta qualidade, fundo desfocado e carinha de Photoshop. Nada disso, a câmera é para diversão e para você relembrar os tempos das polaroids. É muito divertido mas não cobre tantas funções dela;

• Não há monitor/display na câmera. Você tem um pequeno visor no canto superior direito dela. Às vezes é ruim para enquadrar a foto mas ela sai certinho. Como a câmera não tem zoom, você precisa se movimentar para atingir o enquadramento certo.

• Você não precisa se preocupar com cartão de memória. A máquina só utiliza os filmes instantâneos para tirar as fotos. As fotos não são armazenadas na câmera, preste atenção neste detalhe ao levá-la contigo.

• Existem algumas funções na câmera, que regulam a intensidade da luz na câmera, mas eu ainda não consegui aprender sobre isso. Primeiro porque eu teria que tirar várias fotos até entender certinho e eu não tenho pacote de filmes suficiente para isso. Ah, sim, de acordo com o manual, o flash sempre fica aceso.

• Com a Instax você tem que aprender o significado de economia. Cada pacote com dez filmes, da Fujifilm, custa em torno de R$ 40,00 no Brasil. Um absurdo, para o meu gosto. Por isso pense bem antes de tirar qualquer foto. Pelas histórias que ouvi por aí, o pacote de fotos no exterior é bem mais barato.

Onde comprar:

Mimos da Tendência | Amazon | eBay | Submarino | | Walmart | Fnac.

Quem já tem uma Instax?? O Di Moça lançará uma brincadeira com fotos instantâneas no Instagram! Logo trago mais informações pra gente brincar, ok?
Beijos di moça!

categoria8 category image

Unboxing Nikon D7000

19 . abril . 2013

Oi moçada! Esse é mais um post especial sobre fotografia. Tá bom, eu sei que vocês já estão cansados de tantas fotos aqui no Di Moça, mas quero compartilhar com vocês minha nova compra super fantástica!
*-*
Esse não é um post especificamente “unboxing” porque, para isso, eu deveria gravar um vídeo mostrando realmente um … “unboxing”. Mas vocês não se importam se eu mostrar em fotos né? E também sei que vocês não se importam de as fotos terem sido tiradas pelo meu celular, né? Então tá, vamos ao assunto que me nos interessa!

Nikon D7000

Eu não sou fã de fotografia desde pequena. Eu sempre fugi de câmeras de todos os jeitos – tanto para fotografar quanto para ser fotografada. Não me acho fotogênica e sou meio desastrada, sempre tive medo de “estragar” as máquinas fotográficas das pessoas que me pediam sorridentemente “oi, com licença, será que você poderia tirar uma foto nossa?”. A vontade que me dava era de responder “não, não dá senhora.”
Em um determinado momento da minha vida aprendi, sem querer, a usar o tal “modo macro” na câmera digital que temos aqui em casa (e deixo uma nota aqui: owww manhêêê, tá na hora de trocar essa câmera, né? -.-‘). Achei o máximo galera! Capturei um gafanhoto super de pertinho, dava para ver todos os detalhes daquele bichinho feio e achei fantástico. Daqui a pouco estava fotografando as flores de pertinho, as plantas, a areia, o chão, a semente da maçã e por aí vai. Que sensação maravilhosa me deu naquela hora! Me senti uma Anna Leibovitz sem ao menos saber quem era a bendita.
A partir daí passei a fotografar tudo quanto é coisa, de todos os jeitos. Fui me interessando mais pela fotografia, li alguns artigos, alguns fóruns, entrei em comunidades e achei que estava na hora de ter minha primeira câmera semi-profissional. A partir daí a coisa mudou de sentido, e começou a fazer sentido. A Nikon D5000 foi minha companheira de alguns anos e, posso dizer com toda a convicção, que ela não me deixou na mão. Afinal de contas, o que aprendi durante esse tempo é que, mesmo com toda a tecnologia em cima das máquinas fotográficas, o que conta é o olhar de quem está por trás dela.
E, agora, senti que estava na hora de avançar, progredir se fosse possível. Aconteceu, consegui vender a minha amiga D5000 (obrigada pela ajuda Lu!) e o Di Moça contará com uma nova amiga! Torço para me adaptar à ela (ou ela se adaptar à mim, o que é mais provável :x) e tenhamos ótimos momentos registrados no blog! Confira um pouquinho minhas primeiras impressões sobre ela!

Compramos a câmera (compramos lê-se eu, minha mãe e meu pai) no Shopping China (Paraguai – que por sinal fica pertinho daqui e facilita a compra de produtos importados com um preço mais baixo, viva!) como kit. Já que eu tinha vendido a D5000 com a lente, carregador e bateria, não tinha sentido comprar apenas o corpo da máquina. Sendo assim, o preço foi mais alto, mas menor que do Brasil.
A primeira coisa que me assustou quando eu a peguei foi, claro, o peso. A lente de 18-105 mm ajuda a acrescentar peso mas o corpo da D7000 é um pouco mais pesada que a D5000. Outro ponto que me deixou um pouco assustada foi a quantidade de botões nela! Muitos botões que dessa vez eu terei que ler o manual de qualquer maneira!
Achei muito legal o visor na parte de cima, dando informações sobre a foto (ISO, medição de bateria, foco, etc).

Essa capinha protetora do visor veio a calhar muito bem. Gente, preciso admitir que tenho sérios problemas para regular fotografia nesse visor minúsculo da câmera (visor ótico). Meu Deus, fico vesga! O meu negócio é nesse monitor maior e a capinha vai proteger a tela da câmera contra dedos sujos de crianças e adultos! *-*
Senti falta da tela “rotacional” que tinha na D5000. Como a maioria das minhas fotos sou eu quem tira, aproveitava essa vantagem do movimento de tela para me enxergar e fazer a devida configuração. Agora, provavelmente, apanharei mais para tirar minhas próprias fotos ou vocês não me verão mais nas fotos.
Viram o punhado de botões na parte traseira da câmera? Ai, misericórdia!

Um ponto que chamou minha atenção especificamente para este modelo da Nikon foi a possibilidade de gravar vídeos por vários minutos e utilizar microfone externo, caso eu precise de um áudio melhor. Ou seja, a partir da semana que vem teremos vídeos no Di Moça! É isso mesmo, quem gosta de vídeos bata palma, quem não gosta….
Quando comprei minha D5000 aproveitei o momento “Becky Bloom” e comprei um tripé também. Espero ver ótimas vantagens na escolha da D7000.

Nesta foto a lente é de 50 mm com f/1.8 G. Essa lente não veio no kit mas eu adoro! Ótima para desfocar fundo de fotografias e amo fazer isso. Ainda preciso aprender a mexer nela, mas as fotos que tirei até agora me encantaram em relação a essa função. Não testei na D7000 mas fiquei aliviada quando vi que ela era compatível neste modelo.
Ah claro, falando em lente me lembrei de focagem e, falando em foco, me lembrei que o corpo da D7000 tem autofoco.

Fora isso, o kit não vem com muitas coisas diferentes da D5000. Mas acreditem se quiser, meu manual de instruções não veio na caixa. Não sei se meu pai deixou por lá, esqueceu no carro ou outro acontecimento qualquer. Ainda bem que dá pra baixar manual de câmeras pela internet.
O CD-ROM e a alça “modelo-registrado” da Nikon. A alça é ajustável, um pouco chamativa com esse amarelo berrando nos olhos, mas é o modelo padrão da Nikon (até onde eu sei). Não fucei no CD-ROM ainda, então não há muito o que falar, né?

Em relação ao carregador de bateria, achei interessante esse pequeno plugin na foto, estão vendo? Ele pode ser conectado diretamente ao carregador e você encaixa direto na tomada. Ou então conecta o fio no carregador – se a tomada estiver mais longe de você e o fio seja necessário. Muito legal, né? O carregador é meio grandinho, achei exagerado mas tudo bem, pequeno detalhe.

Estes são os cabos de TV e USB, creio que são necessários e vêm em todos os modelos de câmera (pelo menos o USB).

Bom, por enquanto é isso que tenho para compartilhar com vocês. Aproveitarei este final de semana para ler o manual (que tive que baixar pela internet) e conhecer melhor a minha nova companheira-colecionadora-de-sonhos!

Para os preguiçosos de plantão, o canal Zona da Fotografia oferece várias aulas e dicas de fotografia, inclusive o Unboxing e o Review da D700!
Em breve farei um post sobre esse canal tão abençoado para os leigos de plantão como eu!

Espero que vocês tenham gostado! Se alguém tiver uma dessa e quiser compartilhar experiências, dicas, sites interessantes que possam nos ajudar, fique à vontade nos comentários!
Um ótimo final de semana para todos vocês! Beijos di moça!

12

@blogdimoca no Instagram!

:: Di Moça :: Colecionando sonhos! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Design por Jeh Asato