categoria15 category image

A síndrome dos vinte e tantos.

18 . maio . 2013

Que eu sou expert em síndromes isso não é novidade (síndrome do pânico, síndrome das pernas inquietas, síndrome do drama e por ai vai), mas a síndrome dos vinte e tantos foi uma novidade pra mim. Navegando essa semana no Facebook, encontrei um texto muito interessante e que, provavelmente, te fará pensar “ei, é exatamente por isso que estou passando!”. Caso você não esteja nos vinte e tantos, fique alerta mocinhos e mocinhas, esse momento chegará. E, para quem passou por essa fase, tenho certeza que está enfrentando a síndrome dos trinta, trinta e tantos, etc. Porque, entendi a pouco tempo (acreditem nessa barbaridade), que o ser humano está constantemente em crise: por identidade, por novos sonhos, pelas conquistas e pelas desilusões. Será que, algum dia, estaremos prontos para nos definir integralmente e genuinamente? Pelo visto, não.
Mas confiram o texto super bacana que encontrei na internet!

Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos. Dá-se conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado(a) etc. E cada vez desfruta mais dessa Cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco.
As multidões já não são ‘tão divertidas’, às vezes até lhe incomodam.
Mas começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo. Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas. Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto e te achou o maior infantil, pôde lhe fazer tanto mal. Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar, e isso assusta!

Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado e significa muito dinheiro para seu pequeno salário. Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo.
Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras… Apenas com medo e confuso.

De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro… E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela.

O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse texto nos identificamos com ele. Todos nós que temos ‘vinte e tantos’ e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça…

Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos… Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16…

Então, amanha teremos 30?!?! Assim tão rápido?!?

O texto é de um autor desconhecido, mas quem souber a autoria por favor me avise para que eu dê os devidos créditos! 😉

Meio assustador mas, ao mesmo tempo, estou tão aliviada. Porque eu – novamente – não sou a única confusa com vinte e tantos anos! (Ip-ipi-urra!)
Beijos di moça.

categoria15 category image

O Meine Liege agora é… Di Moça!

09 . abril . 2013

Olá mocinhos e mocinhas, vocês estão conectados no novo endereço do Meine Liege: Di Moça! Um blog pronto para colecionar sonhos e palavras. Finalmente, após dias e dias planejando, colocando os planos no papel e torcendo para serem concretizados, cá estamos, prontos para uma nova jornada! Estou tão eufórica que não sei por onde começar, entendem? *-*
Porém, antes de mais nada, se este é o primeiro post que você lê e não está entendendo bulhufas, calma que eu te explico.

Meu nome é Jessica, tenho 25 anos, moro em Campo Grande – MS e adoro ser blogueira. Meu primeiro blog surgiu quando eu tinha 12 anos e, dá para imaginar que, naquele tempo, os blogs não tinham essa força de hoje. Nós postávamos fotos, poemas, textos simples. Desde então fui criando endereços de blog de acordo com a nova fase da minha vida. Entendam que tive muitos blogs. Aprendi o básico de HTML, layouts, servidores e tudo o que eu precisasse para me virar nos trinta.
O Meine Liege nasceu dois anos atrás, na expectativa e ânsia de compartilhar o mundo literário com outros leitores. Não aprendi a gostar de livros desde novinha, minha experiência é outra (quem sabe eu a compartilhe com vocês em outro post? *-* ), sendo assim, o foco em literatura demorou mais para surgir. Nesses dois anos conheci muita gente bacana, gente de tudo quanto é lugar! Ô coisa boa! Também aprendi lições que levarei para a vida toda; lições que me ensinaram e me incentivam a melhorar em todos os aspectos. Cada passo que dei nesses dois anos tiveram motivos que talvez, hoje, não sejam os mesmos. Mas o importante é que dei esses passos e acredito que avançando, sempre para a frente!

Mas Jeh, por que você mudou o endereço do blog?

Nesta ânsia de mudar o foco do blog – direcionando-o para o mundo literário – “inventei moda” e fantasiei o nome dele em alemão (adoro alemão, só para constar). Já dá para imaginar o que seria desde o começo, né? Mas eu não! Eu nem me preocupei com a pronúncia e a escrita. E ela não é fácil e bem compartilhada como o inglês. Na minha mente todo mundo sabia falar M-Á-I-N-E L-I-G-U-E. Eita palavrinha cheia de frofrô só para traduzir “Meu Divã”. Por que não pensei nisso antes? -.-‘

E o que há de novo?

Nossa gente, posso dizer que muita coisa nova virá por aqui! O blog agora passa para a categoria Pessoal e, o que me deixa mais contente, a participação de vocês será essencial para os posts! *-* Mais sorteios, fotografia, desabafos, resenhas, novidades, dicas de compras, produtos, entre outros assuntos. E para quem adora um videozinho, o blog tem até canal no Youtube!
Infelizmente, algumas colunas saíram (se você é leitor/a de longa data, vai se lembrar da coluna Fazendo Meu Filme). Outras serão reformuladas (“Minha exótica Playlist”, por exemplo). O NetworkedBlogs também não existe mais no blog. Aleluia!
Pensei em diversas colunas e tópicos para postar aqui e espero que vocês se sintam à vontade para compartilhar suas experiências, opiniões, críticas e sugestões =)
Não posso me esquecer de avisá-los das mudanças mais importantes! A partir de agora o endereço de algumas redes sociais mudaram, então peço que as adicionem/alterem na listinha de vocês!

 

Como será o calendário do blog?

Sobre isso ainda não defini completamente o dia e a regularidade de cada coluna. Mas a partir da semana que vem o blog começará o teste de postagens e conto com a participação de vocês! Teremos Quote da semana toda segunda-feira; Instagram da semana com a participação dos leitores; Dicas de filmes, músicas, produtos, etc. Acompanhem de pertinho a nova programação do blog pelo Facebook e participem bastante! *-*

Agradecimentos:

Agora é oficial, estamos em um novo mundo! E isso só foi possível graças a uma turma super disposta a me ajudar! Primeiro, quero agradecer o Luciano, da empresa Omelete Gestão Criativa, e sua grande ajuda com o nome do blog! Quem gostou? \o Adorei a combinação das palavras, o “Di” caiu super bem!
A Suzana, do site Cor Seletiva pela paciência comigo e a simpatia com a produção do layout. Eu amei!
Minha família, que ajudou e colaborou de forma super carinhosa nos vídeos do blog! Passamos uma tarde agradável, como há muito não tínhamos! =)
Sarah Mariano e Rhaisa Mariano: muito obrigada pela participação nos vídeos! Ficaram lindas e arrasaram! Obrigada!
Vocês, leitores, que ficaram ansiosos, roendo as unhas aguardando o novo endereço e, no final das contas, não tem nada demais! Agradeço a paciência, o carinho, a participação, o incentivo… Se não fosse por vocês, essa vontade de transformar não seria bem vinda. Por isso, muito obrigada!
Editoras parceiras, algumas de longa data e outras recentes: sejam sempre bem vindas! A motivação de cada uma me fez acreditar que tenho potencial para algo muito melhor! Obrigada pela confiança, credibilidade e simpatia!

O Di Moça agradece a sua visita!



Ajude o Di Moça a espalhar essa novidade: compartilhe o vídeo!

E então? Estão mais aliviados agora? *-* Obrigada desde já pelas visitas e pela divulgação! Se inscrevam, curtem, compartilhem, sonhem e vivam! Ih, que coisa mais clichê!
Beijos Di Moça e até o próximo post! ;*

@blogdimoca no Instagram!

:: Di Moça :: Colecionando sonhos! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Design por Jeh Asato