categoria2 category image

A imersão

29 . dezembro . 2014

Ao olhar para os lados vejo sombras que me acordam. Tais vislumbres de lembranças que me fazem pensar em como estou aqui e como vou lidar com tudo isso. Ando, ando e paro na praia. Aquela visão peruana me faz me sentir livre. Livre de todas as amarras sociais e obrigatórias. Que me privam de pensar com liberdade, com amor. Real à vida e a mim. Penso que talvez mais pra frente consiga ver algo mais concreto para se dedicar. Algo mais profundo para amar. Coloco minha canga na praia e admiro os pássaros voando, livres. Livres. As admiro, suas asas lhe possibilitam estar além do céu, do ar. Deixo o sol entrar em mim como quem recarrega as energias no coração do mundo. Coração que me habita e me alimenta. A sensação de queimar a pele me deixa mais viva.
Começo a andar em direção à água, me vejo menor ou maior? As águas possuem meus pés e perco controle deles. É como se não pudesse mais me guiar, a maré trata de me levar para onde devo ir. O sal rasga minha pele, mostra meu interior, exposto ao sol e aos ruídos das ondas. Os pássaros se agitam e é como se tudo não tivesse mais em seu ritmo natural. Porém mais calmo, mais em sintonia. Parece que desenhavamos danças no ar, jogos de vento, rodopios constantes. Sintonia com a natureza. Momentos epifanicos que me fazem maior, sempre maior. Me inundo de mim mesma e já não me acho mais. Água e eu somos um só, natureza, céu e mar, coração e ódio. Somos uma junção de luz e amor, uma paz que me levaria além, para outro mundo, para dentro de mim.



• Hey! Deixe um comentário aqui •

• Temos um comentário nesta postagem" •

Yasmin, disse: - 03-01-2015 (00:13)

No fim, assim, somos o tudo e o nada.

E quem nunca se sentiu nesse rodamoinho em conjunto com a natureza e os próprios sentimentos?

(E que vontade de ir pra praia, para o mar… que sonho seria voar…)

Beijo, Min – http://www.yasminbueno.com/


@blogdimoca no Instagram!

Di Moça :: Colecionando sonhos e palavras! - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015 - Ilustração por Juliana Rabelo